Pedágios ficam mais caros domingo

0
382
Cancela do Sem Parar do Pedágio de Agudos ainda não foi retirada

A partir da 0h do próximo domingo (1), motoristas que trafegarem por rodovias paulistas irão se deparar com tarifas de pedágio mais caras. Para 19 concessionárias, o reajuste anual contratual será de 2,85% – índice relativo ao IPC-A acumulado entre junho do ano passado e maio desse ano.

O reajuste, autorizado pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) da última terça-feira (26). Desde 1998, início das concessões em São Paulo, ele é aplicado todo dia 1 de julho, data estipulada nos contratos das concessionárias.

Nas praças de pedágio da região sob concessão da ViaRondon, que é a concessionária responsável pelo corredor oeste da rodovia Marechal Rondon (SP-300), o aumento varia entre R$ 0,10 (Avaí) e R$ 0,20 (Pirajuí e Promissão).

Assim como no corredor oeste, os valores cobrados nas praças de pedágio do corredor leste da Marechal Rondon (SP-300), sob a concessão da Rodovias do Tietê, irão subir entre R$ 0,10 (Agudos e Botucatu) e R$ 0,20 (Areiópolis).

Nas rodovias sob concessão da Centrovias (Comandante João Ribeiro de Barros e Engenheiro Paulo Nilo Romano, ambas SP-225), o valor da tarifa de pedágio terá um acréscimo entre R$ 0,20 (Dois Córregos) e R$ 0,30 (Jaú e Brotas).

Motoristas que passarem pelas praças de pedágio das rodovias Engenheiro João Baptista Cabral Renno (SP-225), em Piratininga e Santa Cruz do Rio Pardo, e Orlando Quagliato (SP-327), em Ourinhos, sob a concessão da Concessionária Auto Raposo Tavares (Cart), também encontrarão diferença de R$ 0,20 nas tarifas.

Os valores das novas tarifas de pedágio nas praças da região poderá ser consultado no quadro ao lado. Nas duas concessões mais recentes, Entrevias e ViaPaulista, iniciadas no ano passado, o reajuste será aplicado nas datas de aniversário dos contratos.

INVESTIMENTOS

Segundo a Artesp, desde o início das concessões paulistas, a receita dos pedágios viabilizou mais de R$ 100 bilhões em investimentos em obras, manutenção e operação dos 8,4 mil quilômetros de rodovias paulistas sob concessão. Além disso, no mesmo período, R$ 4,7 bilhões foram repassados para prefeituras paulistas a título de ISS-QN, imposto municipal que incide sobre a tarifa de pedágio.

Fonte: https://www.jcnet.com.br/Geral/2018/06/pedagios-ficam-mais-caros-domingo.html

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here