Um viaduto, muitas lembranças

0
1554
Edu J. Avallone Advogado e diretor da Avallone Advogados
Nicolinha e Jânio Quadros Durante a administração de Nicolinha, a cidade recebeu a visita do então presidente Juscelino Kubitschek. As aproximações políticas entre os dois eram fortes
Nicolinha e Jânio Quadros
Durante a administração de Nicolinha, a cidade recebeu a visita do então presidente Juscelino Kubitschek. As aproximações políticas entre os dois eram fortes

A história se encontra e uma importante memória da cidade passa a ser preservada.
Na primeira sessão do mês de julho, a Câmara Municipal de Bauru batizou o viaduto histórico com o nome de Nicola Avallone Júnior, o Nicolinha, (1919-2010); ex-prefeito e ex-deputado estadual que, na década de 1950, inaugurou outro com o nome de Viaduto Juscelino Kubitschek.

Quem é de Bauru, certamente já ouviu comentários sobre o viaduto que faz a ligação entre a Vila Falcão e o Jardim Bela Vista; aquele com lendárias histórias que atravessaram seus 22 anos de obras até a sua inauguração, em agosto de 2015

Nessa semana, resolvi fazer um passeio por lá: em uma de suas pontas, está a revitalizada Praça Espanha e seus pontos de encontro aos acessos com o centro e a Falcão, e no seu final a importante Avenida Nuno de Assis. São 760 metros para fazer todo esse trajeto a 50 quilômetros por hora, um pouco mais de um minuto. Quem chega a sua extremidade final, se depara acima das cabeças com outro viaduto, esse fazendo a ligação da Bela Vista ao centro da cidade. Mais do que uma conjunção de obras de relevância, esse marco representa um encontro da história de Bauru.
Eu explico. Na primeira sessão do mês de julho, a Câmara Municipal de Bauru batizou o viaduto histórico com o nome de Nicola Avallone Júnior, o Nicolinha, (1919-2010); ex-prefeito e ex-deputado estadual que na década de 1950 inaugurou o outro com nome de Viaduto Juscelino Kubitschek. A história se encontra e uma importante memória da cidade passa a ser preservada.

Nicola Avallone Júnior
Mini currículo

Nascimento: 10 de julho de 1919, Bauru (SP)
Morte: 21 de setembro de 2010, São Paulo (SP)
Família: Esposa: Ada Cariani Avallone, filha: Patrícia Avallone, netas: Stella Avallone e Paula Avallone
Escolaridade: Economista – Formado pela Faculdade Armando Álvares Penteado (FAAP)
Empresário: Fundador do Diário de Bauru

Prefeito de Bauru: 1º. de janeiro de 1956 a 10 de março de 1959 (Antecessor: Nuno de Assis)

Deputado Estadual de São Paulo:
> 12 de março de 1955 a 31 de dezembro de 1955 – suplência legislativa (atuação efetiva)
> 12 de março de 1959 a 11 de março de 1963 – 1º mandato
> 12 de março de 1963 a 11 de março de 1967 – 2º mandato
> 12 de março de 1967 a 13 de dezembro de 1968 – 3º mandato interrompido pela Ditadura Militar.

Para quem não conhece, Nicolinha foi uma das mais importantes figuras públicas políticas da sua época. A cidade de Bauru passou por uma verdadeira transformação durante o seu mandato de 1956 a 1959. Naquela época, a cidade era completamente diferente e a gestão

Nicolinha em um momento de discurso em uma das campanhas para deputado estadual.
Nicolinha em um momento de discurso em uma das campanhas para deputado estadual.

pública também, muito embora a escassez de recursos seja um ponto de proximidade; o que não impediu que ele deixasse a sua marca. Logo nos primeiros dias de seu governo, Nicolinha buscou honrar um compromisso de campanha e conseguiu asfaltar uma rua em menos de 24 horas. E foi com mediadas populares e visionárias que ele caiu na graça popular. Trouxe o primeiro Corpo de Bombeiros da região, assim como os projetos para a venda de alimentos a preços baixíssimos e assistência médica nos bairros; foram muitas as marcas inéditas que ele foi deixando.
Pensar Bauru sem imaginar a importância da Avenida Nações Unidas é praticamente impossível. Foi nos três anos de mandato de Nicolinha que as obras começaram a ser realizadas: um mutirão de empresários e populares foi necessário para canalizar o Ribeirão das Flores e pavimentar o primeiro trecho que interligou a Vila Antártica à Avenida Rodrigues Alves. A Educação também estava assegurada no seu governo. As 10 primeiras escolas

Acima, Nicolinha saudava a população no dia em que assumiu o cargo na Prefeitura. Nessa época, o prédio estava localizado entre as ruas Agenor Meira e Treze de Maio
Acima, Nicolinha saudava a população no dia em que assumiu o cargo na Prefeitura. Nessa época, o prédio estava localizado entre as ruas Agenor Meira e Treze de Maio

infantis foram construídas em seus três anos de mandato.
O tempo passava e parecia que não havia limites para o progresso da cidade. Pois foi aí que nasceu o slogan “Bauru, Cidade Sem Limites” para caracterizar uma cidade acelerada no desenvolvimento e que passou a ser eternizada a partir de alguns versos publicados no jornal Diário de Bauru, que na época estava sob a administração de Nicolinha. Os limites também não existiam no esporte e lazer da população. Dizem que o popular político impulsionou o Bauru Atlético Clube, o famoso BAC, bem na época em que aqui despontava o jovem Rei Pelé, e garantiu que importantes artistas nacionais viessem à cidade para participar de eventos. Como deputado estadual, ele se despontava e conseguia emplacar importantes pautas para a cidade e a região em três mandatos, além de uma suplência com atuação efetiva.
No meio do passeio no recém-batizado viaduto, essas muitas lembranças vieram à minha cabeça e eu precisava compartilhá-las. A cada metro andando, em cada visão sobre a região, e em cada poste de iluminação só conseguia pensar na alegria dos familiares e amigos diante dessa homenagem. Por muito tempo, pensamos que Bauru havia se esquecido de mais um que dedicou anos de sua vida para proporcionar momentos melhores para uma geração. Se isso aconteceu, acredito que em parte foi apagado pela lembrança da Câmara Municipal. Agora, 60 nos depois de ter assumido a Prefeitura e seis anos após o seu falecimento, a cidade, representada pelos vereadores, eterniza seu nome e suas realizações em uma justa homenagem.

Almoço realizado no Bauru Tênis Clube em recepção ao presidente  Jânio Quadros. Entre as autoridades, também estava na mesa o Brigadeiro Faria Lima (segundo
Almoço realizado no Bauru Tênis Clube em recepção ao presidente Jânio Quadros. Entre as autoridades, também estava na mesa o Brigadeiro Faria Lima (segundo
Nicolinha recebia a visita do governador interino, o General Porfírio da Paz, para a inauguração do primeiro Corpo de Bombeiros da cidade e da região.
Nicolinha recebia a visita do governador interino, o General Porfírio da Paz, para a inauguração do primeiro Corpo de Bombeiros da cidade e da região.
Nicolinha caminhava com os barnabés (como eram chamados os funcionários públicos da época) no dia de sua posse.
Nicolinha caminhava com os barnabés (como eram chamados os funcionários públicos da época) no dia de sua posse.

Destaques
Gestão como prefeito de Bauru

Pavimentação de uma rua inteira em 24 horas
Obtenção junto ao Governo do Estado a instalação do Corpo de Bombeiros
Obtenção junto ao Governo Federal a instalação do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMDU)
Obtenção junto ao Ministério do Trabalho (tutelado por João Goulart) dos Postos de Abastecimento de Produtos Alimentícios (SAPS)
Canalização de Córregos
Construção do primeiro trecho da Avenida Nações Unidas
Construção do Viaduto Juscelino Kubitschek
Criação do slogan “Bauru, Cidade Sem Limites”
Construção das primeiras escolas municipais infantis (10 no total)
Entusiasta da vinda da Universidade de São Paulo (USP) para Bauru
Responsável pela fundação da Casa do Garoto junto com o padre Pedro Paulo Koop
Incentivador do Esporte (BAC); Cultura e Lazer

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here