Tecnologia na saúde: robótica revoluciona cirurgia de próstata

0
288

Médicos de Bauru, Jaú, Marília, Lençóis Paulista, Botucatu e Lins receberão dois cirurgiões especialistas na área de urologia nesta terça-feira (28), às 20h, em Bauru. O evento, para público fechado, faz parte do programa de Ação Médica Continuada da Associação Paulista de Medicina (APM) em conjunto com o Centro de Diagnóstico Unimed Bauru (CDU). A aplicação da cirurgia robótica em urologia e a reinervação peniana em paciente com disfunção erétil após a cirurgia de próstata serão os temas do encontro.

Para tanto, estarão, em Bauru, os especialistas Rafael Ferreira Coelho e Fausto Viterbo, médicos com carreira consolidada no uso de técnicas inovadoras na área. O coordenador do programa, médico também urologista Filemon Silva Casafus, conta que o encontro é trimestral. “O médico Rafael Ferreira Coelho é o especialista mais conceituado no País na aplicação da cirurgia robótica em urologia. E Fausto Viterbo também falará de técnica inovadora em pacientes com disfunção erétil após cirurgia de próstata”, informa.

O procedimento para a retirada do tumor de próstata, antes feito por cirurgia aberta ou por videolaparoscopia, evoluiu muito ao longo dos anos. A técnica cirúrgica mais moderna na atualidade é por meio da robótica.

Segundo Rafael Coelho, a cirurgia diminui o risco de sequelas, como a incontinência urinária e a perda da ereção. “Outro benefício da cirurgia robótica é o tempo de recuperação do paciente, já que, por ser menos invasiva, faz com que o paciente sangre menos, o que diminui o risco da necessidade de transfusão de sangue”, afirma o médico.

A cirurgia robótica também é muito menos invasiva. “Ela é superior a laparoscopia padrão (com pequenos furos) porque permite que a gente faça cirurgias complexas com muito melhor resultado. Porque o robô permite uma visão tridimensional e com controle de instrumentos que reproduzem exatamente o que eu faço e sem o tremor natural do movimento. Então, do ponto de vista científico, eu consigo intervenção cirúrgica muito mais complexa e de maneira minimamente invasiva”, acrescenta Coelho.

O PROCEDIMENTO

Para os especialistas, o uso da tecnologia se converte em benefício para o paciente. “Na palestra, vou abordar a técnica da cirurgia robótica na urologia e suas aplicações. Isso se converte em tempo bem menor de internação do paciente, melhor reação no pós-operatório. E vou aborda,r em Bauru, em específico, a utilização da cirurgia robótica em pacientes com câncer de próstata. Ela é hoje a mais feita no País. Porque, além da recuperação mais rápida e do menor tempo de internação, esta cirurgia está relacionada ao menor controle também da recuperação da ereção e do controle urinário quando feita por um bom cirurgião. Os resultados são melhores também nesse sentido”, reitera.

Apesar da maior aplicação da cirurgia robótica ser para câncer de próstata, ela também é usada em câncer renal e de bexiga.

“O treinamento para o uso da cirurgia robótica ainda não está disseminado no País. Existem regiões que ainda conhecem pouco a técnica. Em 2008, a gente só tinha três robôs e em hospitais privados no Brasil. Hoje, já temos 50 robôs, com maior concentração em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre (RS). Mas já é bem maior o número de hospitais com essa instalação e crescente o interesse dessa adequação tecnológica. A expansão de número de equipamentos nos hospitais e de profissionais habilitados para essa cirurgia já torna a cirurgia robótica bem mais acessível aos pacientes”, finaliza.

Fonte: https://www.jcnet.com.br/Geral/2018/08/tecnologia-na-saude-robotica-revoluciona-cirurgia-de-prostata.html

Dr. Filemon Silva Casafus, urologista. 27/08/2018

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here