Reabilitação rima com recomeço

0
270

Conheça a história do Seu Paulo, usuário da SORRI-BAURU que buscou novos caminhos após um grave acidente

Empunhando o microfone, com voz firme e orgulhoso sorriso, Paulo Cezar Evangelista foi um dos oradores das turmas que concluíram, no primeiro semestre de 2019, os cursos de Inclusão Produtiva do Programa de Educação e Reabilitação Profissional da SORRI-BAURU (em parceria com a Secretaria Municipal do Bem-Estar Social). “Esta é apenas uma das tantas vitórias que estão por vir. Porque o aprendizado é a única coisa que levaremos conosco”, disse aos colegas e demais presentes ao evento, com a sabedoria de seus 55 anos e um histórico de superação.

Seu Paulo (como todos o chamam carinhosamente) teve que pegar pesado muito cedo, na pequena Aparecida do Oeste (SP), trabalhando na roça. Depois, tornou-se servente de pedreiro, profissão que exerceu por mais de três décadas. “Vim para Bauru em 1981 e nunca mais saí. Casei, tenho seis filhos e sustentei minha família trabalhando de servente. Até que sofri um acidente de carro, em agosto de 2017”, conta. No impacto de um capotamento, ele lesionou duas vértebras da coluna cervical e teve que passar por uma arriscada cirurgia. “Disseram para mim: ‘O senhor não vai sobreviver. Ou morre no quarto ou na mesa de cirurgia’. Não morri e ficaram impressionados como consigo andar.” Passada essa batalha, foi encaminhado para a reabilitação. Foi quando conheceu a SORRI.

“Na fisioterapia, fiquei maravilhado com o tratamento que recebi. Os usuários são bem tratados, os funcionários têm um amor incondicional. Ninguém de cara feia, estão sempre sorrindo e nos passando força de vontade. Isso me motivou e resolvi fazer cursos, pois não posso voltar a minha antiga profissão. Fiz o de informática e vou fazer o de auxiliar de escritório. E vou voltar a estudar, concluir o ensino fundamental e muito mais. Não vou parar nisso”, relata.

Quando estiver recolocado profissionalmente, Seu Paulo pretende continuar frequentando a SORRI na condição de voluntário. “Consegui convencer uma amiga da reabilitação a fazer o curso. Nessa ocasião, percebi que posso ajudar outras pessoas e isso me emocionou muito. A SORRI mudou a minha vida.”

Inclusão Produtiva
Quem retirou encaminhamento em uma das unidades do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) tem até o dia 31 de julho para fazer sua inscrição na SORRI-BAURU (avenida Nações Unidas, 53-40). A Instituição oferece cursos de auxiliar de escritório, empacotador/repositor, auxiliar de salão de beleza, informática, costura, operador de teleatendimento e produção de materiais de limpeza e higiene pessoal. Os alunos são capacitados por uma equipe composta de instrutores, psicólogos, pedagoga e assistentes sociais, em aulas teóricas e práticas.

Seja um doador
Empresas privadas e pessoas físicas podem contribuir com o trabalho da SORRI-BAURU, que atende milhares de pessoas gratuitamente. Clique aqui e saiba como ajudar.

Mais informações pelo telefone (14) 4009-1000

Nossas mídias sociais:
https://www.facebook.com/SORRIBAURU/
https://www.instagram.com/sorribauru/
https://www.linkedin.com/in/sorri-bauru-728804168/
https://twitter.com/SORRIBAURU

https://sorribauru.com.br/doacao

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here