Quem pode pedir a isenção

0
875

Veja quem pode pleitear os descontos. Porém, é necessário passar por perícias médicas de profissionais do SUS e do Detran. Simplesmente ter a patologia não garante o benefício, uma vez que é avaliada se a sequela está atingindo pelo menos um dos segmentos do corpo, braço ou perna (perda de força, movimento, edemas ou dores crônicas).

 

 

• Autismo (familiares)

• Autismo (familiares)• Amputação ou ausência de membro

• Artrodese e artrose

• Artrite reumatoide

• AVC (Acidente Vascular Cerebral)

• Cegueira (familiares)• Câncer de mama e linfomas (se há sequela física ou motora)

• Deficiências físicas, mentais e intelectuais

• Diabetes (se há sequela física ou motora)

• Doenças degenerativas e neurológicas

• Doenças renais crônicas

• Dort (LER) e bursites graves

• Esclerose múltipla

• Escoliose acentuada

• Hérnia de disco

• Hemiplegia e tetraparesia

• Hepatite C (se há sequela física ou motora)

• HIV positivo (se há sequela física ou motora)

• Má-formação dos membros

• Manguito rotator

• Mastectomia

• Monoparesia e monoplegia

• Monoparesia e monoplegia

• Nanismo

• Neuropatias diabéticas

• Quadrantectomia (parte da mama)

• Paralisia cerebral (familiares)

• Paralisia e paraplegia

• Parkinson

• Problemas de coluna (se há sequela física ou motora)

• Próteses internas e externas

• Poliomielite

• Ponte de Safena (se há sequela física ou motora)

• Renal Crônica (fístula)

• Síndrome de down (familiares)

• Talidomida

• Túnel de Carpo e tendinite crônica

• Tetraplegia (familiares)

 

Fonte: Associação Brasileira da Indústria, Comércio e Serviços da Tecnologia Assistiva (Abridef)

Deixe uma resposta