Protesto contra STF fecha a Getúlio

0
764
Manifestação "Vem pra Rua".

O protesto contra a possibilidade do Supremo Tribunal Federal (STF) conceder habeas corpus ao ex-presidente Lula colocou entre 600 e 800 pessoas na Avenida Getúlio Vargas, em frente à Polícia Federal (PF), ontem à noite, de acordo com a organização. A manifestação foi organizada pelo movimento ‘Vem pra Rua’ e Juventude Bauruense, e há a possibilidade de novos protestos entre hoje e domingo, dependendo do resultado do julgamento, previsto para hoje.

De acordo com Paulo Ladeira, membro da organização do ato, o número de pessoas superou o esperado. “A gente esperava pelo menos 200 pessoas, mas tivemos mais de 600 pessoas. Muita gente pediu para usar o microfone ao longo do ato”, afirmou. Os manifestantes afirmaram que o STF precisa cumprir a lei atual, que prevê a prisão após julgamento e recursos em segunda instância, caso de Lula, destacaram.

Vera Lúcia Telles, que também ajudou na organização, menciona que o alvo principal é o STF. “O Brasil está a um passo de pegar fogo, e o grande responsável é o STF. Isso porque pode não ser cumprida a função deles, de garantir a aplicação da Constituição. Não tem que analisar a subjetividade, tem que analisar a lei. Essa nuance de protecionismo ao ex-presidente é algo deletério, mas o STF não está lá para fazer proselitismo”, relatou.

Algumas pessoas de outras cidades da região estiveram no ato. A ideia dos organizadores é que o STF se sinta pressionado a não conceder o habeas corpus, pois houve protestos em várias cidades do Brasil. “Pode ser que mais manifestações ocorram nos próximos dias”, completou Ladeira. Além de um carro de som, o protesto teve faixas e apitos.

A advogada Simone Fernandes, de 43 anos, estava na manifestação com o marido Rodrigo, de 45 anos, e as filhas Rafaela, 15, e Laura, 4, ontem à noite. “Viemos pela indignação mesmo. Temos que sair desse comodismo, o brasileiro é acomodado, e precisamos mudar isso, por isso trouxe as minhas filhas também”, disse. “Eu acredito que esses protestos podem pressionar o STF a cumprir a lei”, resumiu.

OUTRO LADO

Hoje, movimentos sociais favoráveis ao ex-presidente Lula farão uma concentração a partir das 14h, na Central Única dos Trabalhadores (CUT), e às 17h, um ato em frente à Câmara Municipal. Organizado pela Frente Brasil Popular e Frente Povo sem Medo, a manifestação é denominada em defesa de Lula e da democracia.

Fonte: https://www.jcnet.com.br/Politica/2018/04/protesto-contra-stf-fecha-a-getulio.html

Deixe uma resposta