Placa preta para carros antigos estará de volta a partir de 2022; veja regras do padrão Mercosul

0
412
Montagem/Autoesporte

Adotado em todo o Brasil em 2020, o padrão Mercosul de emplacamento ainda tinha uma questão pendente: as placas pretas. Desde as últimas mudanças, os veículos de colecionadores, como forma de se diferenciarem dos modelos comuns, estavam utilizando placas com fundo branco e letras prateadas.

No entanto, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) aprovou, no dia 13 de dezembro, a resolução 887/21 que regulamenta a volta da placa com fundo preto e letras brancas. A mesma (resolução) foi publicada no Diário Oficial da União no último dia 22.

Placa preta voltará a ser usada nos carros de colecionadores do Brasil a partir de 1º de junho de 2022 — Foto: Divulgação/Contran
Placa preta voltará a ser usada nos carros de colecionadores do Brasil a partir de 1º de junho de 2022 — Foto: Divulgação/Contran

Os emplacamentos, porém, terão início somente a partir de 1º de junho de 2022. Durante este período, os fabricantes deverão se adaptar ao novo visual das placas.

Importante destacar que a mudança da nova placa preta é somente estética e a substituição não é obrigatória, assim como acontece atualmente com os carros “normais”. As regras para a sua obtenção também continuam exatamente as mesmas, sem qualquer alteração: o carro deve ter mais de 30 anos e mais de 80% de suas características originais.

Outras regras do padrão Mercosul

 

Se você comprou ou quer comprar um carro novo, fique tranquilo: as placas cinzas não são mais utilizadas em modelos fabricados no País de 2020 em diante.

Agora, se o veículo é anterior a nova regra, é obrigatória a troca nos seguintes casos: roubo, furto, extravio, dano, mudança de categoria, transferência do registro para outro estado ou município ou instalação de placa adicional traseira.

É possível trocar a placa voluntariamente. O processo pode ser feito em empresas estampadoras credenciadas pelo Detran e é necessário emissão de novo documento (CRV) e vistoria do veículo.

Como funciona?

 

O Detran adotou uma tabela para a conversão do segundo número da antiga placa para a letra que o substituirá no modelo Mercosul.

A ordem segue o alfabeto, portanto zero será substituído por A e assim por diante, finalizando com o nove sendo substituído pela letra J. O critério foi escolhido para que seja possível consultar a placa por ambos os modelos.

Em São Paulo é possível encontrar o serviço por R$ 750, já com taxas de despachante, vistoria e documentação inclusas.

Fonte: https://autoesporte.globo.com/servicos/noticia/2021/12/placa-preta-para-carros-antigos-estara-de-volta-a-partir-de-2022-veja-regras-do-padrao-mercosul.ghtml

Deixe uma resposta