O DIABETES E AS FERIDAS NO PÉ | Prof. Dr. Ricardo Cardenuto Ferreira

1
947

O diabetes é uma doença de alta prevalência na população em função da epidemia de obesidade que estamos vivendo atualmente.
Por ser uma doença crônica e pouco sintomática nas fases iniciais da sua instalação, normalmente os indivíduos dão pouca importância ao fato de estarem com sobrepeso e com níveis de glicose sanguínea aumentado.
Com o passar dos anos ocorre um efeito tóxico no organismo provocado pelo depósito de substâncias provenientes do acúmulo de glicose em todos os tecidos e órgãos do corpo humano.
Os nervos sofrem deterioração progressiva e vão, gradualmente, perdendo suas funções. Um dos primeiros sintomas percebidos pelos pacientes é a alteração na sensibilidade das pernas e pés.
Incialmente ocorre uma alteração e exacerbação da sensibilidade, conhecida como parestesia. A pessoa percebe isso como uma sensação parecida com queimação, formigamento ou choque.
Com o passar do tempo os nervos começam a perder a capacidade de sentir o tato superficial, as diferenças na temperatura (quente ou frio), o tato profundo e, finalmente a dor.
Nesse momento já se passaram cerca de 10 a 15 anos desde a instalação da doença e é aí que reside o perigo. A perda da sensibilidade dolorosa favorece o surgimento de feridas nos pés, mesmo porque o paciente perde a referência para o que poderia estar causando a dor.
Calçados apertados, ferimentos superficiais, unha encravada ou até mesmo micoses entre os dedos (frieiras) podem desencadear o aparecimento de úlceras tanto na planta, quanto no dorso do pé ou, ainda, entre os dedos.
Essas lesões de pele costumam ser ignoradas pelos pacientes ou, mesmo quando adequadamente tratadas, tendem a reaparecer devido a incapacidade do paciente sentir qualquer tipo de dor no local afetado.
Feridas crônicas são a principal causa de infecção secundária nos pés dos pacientes diabéticos e, em decorrência, envolvem elevado risco de amputação da extremidade.
Dr. Ricardo Cardenuto Ferreira
Médico Ortopedista Especializado em Pé e Tornozelo

 

_______________________________________________________________________

O Prof. Dr. Ricardo Cardenuto Ferreira é médico ortopedista especializado no tratamento de doenças do pé e tornozelo em recém-nascidos, crianças, adolescentes, jovens e idodos. Formado pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo em 1987, fez toda sua trajetória educacional e acadêmica nesta mesma instituição.

_________________________________________________________________

Em associação com a Rede One Care de assistência médica, o Prof. Dr. Ricardo Cardenuto está atendendo consultas ambulatoriais agendadas no complexo localizado na Rua Ruy Mendes de Rosis, 1-125 – Jardim Infante Dom Henrique, Bauru – SP – Telefone: 55 14 3042-1234 – A localização é bem próxima ao Bauru Shopping e o prédio tem estacionamento próprio no local.

________________________________________________________

É possível fazer o agendamento das consultas utilizando o número do WhatsApp (55) (14) 99143-9798. Também é possível falar diretamente com os atendentes na recepção do prédio onde é feito o atendimento ambulatorial pelo telefone ou WhatsApp (55) (14) 99119-3379.

________________________________________________________________

O Prof. Dr. Ricardo Cardenuto atende semanalmente em São Paulo no Centro de Cirurgia Reconstrutiva Avançada do Pé e Tornozelo, localizado na Rua Barata Ribeiro, 380 – sexto andar – conjunto 64 – Bairro da Bela Vista – CEP 01308-000 – SP, localizado ao lado do Hospital Sírio Libanês. Telefones para contato: (55) (11) 3214-5334 e (55) (11) 98385-1600 (WhatsApp). e-mail: ricardocardenuto@gmail.com

1 COMMENT

  1. Informação de suma importância que serve de alerta e que pode evitar grande sofrimento
    Obrigado ao dr Ricardo por abordar este assunto de extrema relevância

Deixe uma resposta