Netflix anuncia novos 41 filmes, séries e reality shows indianos

0
137

Mercado da Índia é, hoje, o mais disputado no streaming por assinatura – e isso também tem impacto no conteúdo que chega ao Brasil

Já reparou que a Netflix sempre traz novos filmes e séries indianos em seu catálogo? Bom, isso vai aumentar: o gigante do streaming anunciou nesta quarta (3), em um evento em Mumbai (ou, se preferir, Bombaim), que mais 41 filmes, séries e reality shows inéditos produzidos naquele país vão entrar no catálogo da plataforma nos próximos meses.

Entre os títulos confirmados está o longa-metragem ‘The Disciple’ (‘O Discípulo’, em português), drama musical produzido por Alfonso Cuarón (‘Roma’) que foi premiado no último Festival de Veneza. A história, que se passa na própria Mumbai, é sobre um homem que dedicou a vida à música indiana clássica e que começa a duvidar dos rumos de sua carreira e da própria vida.

Outras produções anunciadas são os filmes ‘Ajeeb Daastaans’, que tem o título nacional de ‘Histórias Incomuns’; ‘Pagglait’, dramédia chamada ‘Garota Estranha’ no Brasil e que já estreia em 26 de março; e ‘Bulbul Tarang’, ainda sem nome em português.

Destaque no Festival de Veneza, ‘The Disciple’ é uma das novidades da Netflix para os próximos meses (Foto: divulgação / New Europe Film Sales)

De todos os 41 conteúdos anunciados, 13 são filmes, além de outros seis especiais de humor e quatro séries documentais. Há ainda três reality shows e 15 séries – algumas em sua segunda e até na quarta temporada.

Batalha na Índia

O movimento tem justificativa: o mercado indiano (com uma população total de 1,3 milhões de pessoas) é o mais disputado no video on demand, com as plataformas praticando valores muito baixos nas assinaturas e procurando conteúdo original e exclusivo dentro do gosto local – e isso tem impacto nos catálogos do resto do mundo, incluindo no Brasil.

“Ao crescer na Índia você sente o entretenimento ao seu redor”, comentou Monika Shergill, vice-presidente de conteúdo da Netflix na Índia, de acordo com o Deadline. “Nosso país é cheio de beleza, histórias diversas para contar, contadores de histórias talentosos e equipes que as dão vida, e atores inacreditáveis que nos cativam na tela”.

“Na Netflix, amamos contar histórias que nos unem”, continuou a executiva. “Filmes e séries contados de forma autêntica por criadores indianos que você ama assim como por novas vozes. Mas como identificamos uma história que vamos amar? Não conseguimos. Cada um de nós tem o seu gostos e humores, e todos queremos ver as nossas vidas refletidas na tela.”

A sede da Netflix fica em Los Gatos, Califórnia, mas a empresa está de olho no mercado indiano para continuar crescendo (Foto: divulgação / Netflix)

“Nossa lista de filmes que vem a seguir é a mais variada e diversa que já fizemos”, concluiu Shergill.

Da Índia para o mundo, via Netflix

Uma das estratégias da Netflix para crescer em termos de relevância de conteúdo (e, por consequência, de assinantes) é produzir filmes e séries locais com apelo global – por isso é importante que esses conteúdos, mesmo que criados para combater no acirrado mercado indiano, caiam no gosto de assinantes de outros países.

Pegando um exemplo local, é o caso da recente série brasileira ‘Cidade Invisível’.

É um movimento diferente do Amazon Prime Video, que tem estreado filmes indianos em todo o mundo apenas com legendas em inglês, sem localização para nós brasileiros, por exemplo.

Deixe uma resposta