Morre o professor Duda Trevizani

0
1371
Gerson Trevizani- Duda- Linhas Pedagógicas.

O professor e empresário do setor educacional Gerson Trevizani, o Duda, morreu nesse domingo (15) à noite, por volta das 21h, aos 74 anos, vítima de infarto. Sócio do Grupo Preve, Duda marcou época no ensino de Bauru e região, com unidades em várias cidades, abarcando desde a educação infantil até o ensino médio e pré-vestibular. O corpo está sendo velado no Centro Velatório Terra Branca (rua Gerson França, 5-55, Centro), no salão nobre 1, e o sepultamento será nesta segunda-feira (16), às 17h, no Cemitério Jardim do Ypê, em Bauru.

Ao lado do sócio José Luiz Garcia Peres, Duda era ainda concessionário da TV Preve, emissora de sinal aberto desde 1995, que apresentava diariamente a entrevista do programa Enfoque Regional, sendo bastante conhecido em Bauru e toda a região. Duda Trevizani deixa os filhos Maria Augusta, Paulo Eduardo, Gerson, Mônica, Miriam e Márcia, além da atual esposa Eliana. O educador tinha ainda netos e bisnetos. Amigo de longa data, o ex-vereador de Bauru e ex-prefeito de Avaí, Antonio Faria Neto lembrou-se do início da amizade com Duda. “Eu cheguei em Pirajuí aos 8 anos. Conhecia o Duda há 63 anos. Ele não era um amigo, mas um irmão, foi uma amizade verdadeira, por décadas. Há um mês fizemos uma viagem para Manaus e ele, que era bastante católico, já planejava fazer uma viagem para Portugal, para conhecer a cidade de Fátima. Ele estava bem de saúde. Infelizmente, tivemos essa perda repentina, estou muito triste”, disse Faria Neto, que é também radialista e apresenta o programa semanal Enfoque Esportivo, na TV Preve.

LUTO

Formado em Química, Duda foi ao longo dos últimos 44 anos diretor do Grupo Preve e morreu no Dia do Professor. “Bauru e região perdem um grande homem, educador e empresário, e nós também perdemos um grande amigo”, disse ontem à noite empresário Alcides Franciscato, ex-prefeito de Bauru e ex-deputado federal. Consternado com a notícia do falecimento do professor Duda Trevizani já no horário de fechamento desta edição, o empresário e presidente dos Grupos Prata e Cidade falou de sua admiração e apreço por Duda. “Tive a oportunidade de acompanhar sua bem-sucedida jornada como professor, educador e homem de comunicação. Falava com ele quase sempre por telefone, trocávamos ideias sobre a cidade, o cenário regional e nacional e também tive a honra de ser entrevistado por ele em várias ocasiões. Duda era um realizador, empreendedor, que amava o que fazia. Compartilho meus sentimentos com seus familiares, amigos e com toda a cidade e região pela grande perda, que com certeza deixou como principal legado a sua maneira de ser como exemplo para novas gerações”, afirma.

Já diretor do Grupo Cidade, Renato Zaiden, lembrou que teve a oportunidade de conhecer o professor Duda quando ainda era estudante de cursinho e trabalhava no marketing do segmento. “Criamos uma amizade e mesmo ele sendo mais experiente do que o pessoal da minha geração, sempre teve um lado juvenil que facilitava a comunicação com a moçada, coisa do seu DNA de educador. Acompanhei sua carreira vitoriosa com empresário, educador e também como empreendedor da área editorial e depois como homem de televisão. Convidei-o para o ser o estreante da nossa Entrevista da Semana no Jornal da Cidade. Queria mostrar para os nossos leitores mais sobre o ser humano que tantos admiravam”, comenta.

Ambos viajaram juntos numa missão ao exterior para promover Bauru e estiveram em inúmeros eventos. “Sempre recebi dele muito carinho e demonstrações de amizade. Perdermos um grande homem, educador e empresário e o principal defensor da televisão regional a partir de Bauru. Um âncora diferenciado, carismático, culto, plural e transparente, que criou e consolidou ao lado de seu sócio e amigo Zé Luiz e dos também amigos jornalistas Samuel Ferro e Nádia Naura e uma grande equipe de profissionais, um jeito humanizado de fazer televisão. Mas foi em primeiro lugar um educador e até em televisão ele fez escola”, destaca Zaiden. Também muito amigo de Duda, o diretor de redação do Jornal da Cidade, João Jabbour, manifesta-se sobre a perda em sua crônica no Jornal Segunda-Feira de hoje.

REGISTROS

Ainda na noite desse domingo (15), centenas de pessoas lamentaram o falecimento nas redes sociais. A Câmara Municipal de Bauru emitiu nota de pesar, por volta das 22h30, em nome dos 17 vereadores, destacando a dedicação de Duda Trevizani à docência por mais de quatro décadas. O prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSD) também emitiu mensagem de pesar em seu perfil no Facebook – o chefe do Executivo estudou no Preve Objetivo.

É com muita tristeza que recebo a notícia do falecimento do nosso professor Duda. Um grande amigo da arte de educar e que nos deixa um legado de ensinamentos e retidão, transmitidos por gerações que passaram, assim como eu, por suas escolas. Mais recentemente se mostrou também um mestre da comunicação, de onde externava suas convicções e o seu grande amor pela nossa cidade”, diz em trecho da nota. Em luto, todas as escolas do Grupo Preve não terão aula nesta segunda-feira (16).

EDUCAÇÃO

Gerson Trevizani nasceu em Pirajuí (a 58 quilômetros de Bauru). Em 6 de novembro de 1973, ele e o sócio José Luiz Garcia Peres assumiram o antigo Cursos Brasil, que na época oferecia o ensino fundamental. Depois, com estrutura própria, passou a chamar Cursos Preve, oferecendo também turmas de segundo grau, o atual ensino médio. Cursinho preparatório para vestibular veio na sequência.

Utilizando o material escolar Objetivo, a escola passou a ser conhecida como Preve Objetivo, atraindo estudantes de várias cidades da região. Aos poucos, novas unidades foram abertas em mais 13 municípios, como Lins, Jaú, Botucatu, Pederneiras, Marília, Agudos, Garça, Pirajuí, São José do Rio Preto e Lençóis Paulista.

Em entrevista ao JC em novembro de 2003, nas comemorações de 30 anos do colégio, Duda lembrou que quando ele e o sócio assumiram o Cursos Brasil, eram apenas 126 alunos e, em apenas dois anos, esse número já superava mil estudantes. Atualmente, o Grupo Preve tem cerca de 10 mil alunos. Trevizani e o sócio José Luiz também comandaram o Instituto de Ensino Superior de Bauru (Iesb), atualmente incorporado pelo Grupo Uniesp.

COMUNICAÇÃO

Além da educação, Duda Trevizani teve marcante presença na mídia bauruense. Na década de 1990, seu grupo foi o último proprietário do jornal “Diário de Bauru” e, em 1995, ao lado do sócio José Luiz Garcia Peres e do jornalista Samuel Ferro, iniciou as transmissões da TV Preve, após concessão da emissora pelo governo federal.

A TV Preve, desde o início, transmite a programação em canal aberto, com programas jornalísticos e de entretenimento. Ao longo da sua história, o canal realizou vários debates com candidatos a prefeito de Bauru e de cidades da região. Duda apresentava, diariamente, as entrevistas do Programa “Enfoque Regional”, ao meio-dia, horário do principal noticiário da emissora. Entre os convidados, estavam políticos, empresários, juízes, promotores, esportistas, membros do cenário cultural e da própria imprensa. O esporte também sempre teve espaço na emissora, com um programa semanal e transmissões de jogos ao vivo ou tapes do Noroeste, basquete e vôlei – esta última modalidade, inclusive, foi patrocinada em Bauru por muitos anos pelo Grupo Preve.

“O Professor Duda sempre priorizou tudo o que fosse local. Eventos beneficentes, culturais, esportivos, sempre contaram com a presença da TV Preve. E, nesta segunda-feira, toda a programação da emissora será em homenagem a ele”, comentou Samuel Ferro.

Deixe uma resposta