MINDFULNESS: mais consciência, menos estresse, melhores decisões

0
1833

 

Colaboração: Psicóloga Luciana Espósito

“Você está ouvindo o que estou dizendo?”. É provável que todos tenham escutado essa pergunta ao menos uma vez na vida. O corpo estava presente, mas a mente se distraiu e vagava por outras paragens.
Quem se identifica com essa situação, talvez fique mais tranquilo ao saber que isso não é uma particularidade. Uma pesquisa realizada por psicólogos de Harvard demonstrou que as pessoas passam quase metade do tempo distraídas, relembrando fatos do passado, projetando situações que podem vir a acontecer – muitas vezes, preocupações – ou pensando em algo diferente do que estão fazendo naquele exato momento. Mas existe uma saída para esse condicionamento mental: o treinamento em mindfulness.

luiz-aplica-tecnica-de-mindfulness-concentrando-no-momento-presente
Aplicação da técnica Mindfulness por Luiz Ribeiro

Formação é essencial
Formados pela Mindfulness Trainings International (MTI), com o professor neozelandês Jangchub Reid – praticante há mais de 40 anos e pioneiro na formação de instrutores no Brasil –, os instrutores Luiz Ribeiro e Rita Kawamata decidiram, em 2013, criar a Assertiva Mindfulness. A empresa ministra cursos, palestras e workshops com base nas técnicas dessa prática de meditação, que tem ganhado força no Brasil. Cerca de 400 pessoas passaram pelos cursos, e mais de 1.200 participaram de outros eventos da Assertiva.
“Mindfulness é uma forma de estar no mundo consciente do que está acontecendo no momento presente, com abertura e curiosidade, experienciando seu corpo, seu comportamento mental e as pessoas e ambientes a sua volta, sustentando a atenção momento a momento”, explica Luiz. “E pode ser treinada.”

Saúde mental
No CAIS Professor Cantídio de Moura Campos, serviço de saúde mental de Botucatu vinculado à Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo, cerca de 10% dos funcionários responsáveis pelo atendimento aos pacientes participaram do treinamento da Assertiva. A assistente social Elisabete Bertani aponta como resultados, na vida profissional, que “o autoconhecimentorespinga no cuidar do outro, oferecendo alegria, bondade, gentileza e, compaixão”. Para a técnica de enfermagem Denismar Almeida, “foi a melhor experiência vivida nos últimos anos!”.
Luiz explica que “o curso de mindfulness não é apenas um curso de meditação. Compartilhamos diversas técnicas e conhecimentos, o que inclui meditações, mas não se restringe a isso”. A intenção é apenas uma: melhorar a qualidade de vida. “O passado já não pode ser mudado, e o futuro ainda não existe. Então, o único momento disponível para ser feliz é agora. É nossa única chance.”

Mindful eating e mindfulness para crianças e adolescentes
Em constante atualização e aprimoramento, sempre alinhados com os critérios adotados por centros de formação reconhecidos internacionalmente, os instrutores da Assertiva Mindfulness têm difundido no Brasil aplicações mais específicas das técnicas de mindfulness.
Um dos exemplos é a alimentação consciente, ou mindful eating. No workshop “Saboreando o momento presente”, conduzido por Rita, os participantes conhecem e praticam mindfulness enquanto se alimentam. Juntos, vão para a cozinha preparar um alimento escolhido para o dia. Depois do preparo, há o almoço, feito em silêncio, quando os participantes podem experimentar na prática a vivência de se alimentar com atenção consciente e com a atitude de autopercepção e autocuidado.
O objetivo é ajudar o indivíduo a estar atento enquanto come, para fazer escolhas alimentares de maneira consciente. “É o oposto de comer no ‘piloto automático’, perdido em pensamentos e emoções, o que é prejudicial à saúde e está relacionado com a compulsão alimentar. Ao comer com atenção plena, é possível perceber as necessidades do organismo, sua saciedade e quebrar os ciclos de impulso alimentar”, explica a instrutora da técnica. Ou seja, não se trata de dietas restritivas ou de análises nutricionais, e sim de trazer mais consciência para o ato de se alimentar.
Em 2016, também estão sendo realizadas, no Brasil, as primeiras edições do curso Tranquilos e Atentos, para crianças e adolescentes, segundo o método holandês Atenção Funciona!
Ele pode ser aplicado em crianças e jovens dos 5 aos 19 anos, agrupados por faixas etárias. A instrutora Rita Kawamata foi a primeira brasileira formada para aplicar esse programa de mindfulness, em maio de 2016, em Buenos Aires, Argentina, onde recebeu o treinamento de dez dias de Eline Snel, criadora do método, inédito no Brasil.
“Com linguagem adaptada, a abordagem voltada para o público infantil, infanto-juvenil e juvenil inclui meditações, histórias, conversas, reflexões, jogos e exercícios que despertam, naturalmente, a consciência do que se passa em seu corpo e mente, sejam sensações corporais, pensamentos ou emoções. Logo, aprendem sobre autocuidado, manejo do estresse e regulação emocional”, finaliza Rita.
A instrutora conta que o método pode ser aplicado em diferentes âmbitos, como escolas, hospitais, centros de reabilitação, centros de saúde mental e até mesmo entre grupos de amigos, e é adequado ao trabalho de psicólogos, psiquiatras e fisioterapeutas.

Deixe uma resposta