Medicina da USP: 1.ª matriculada em Bauru estudou 14 horas por dia

0
1174
Primeiro Aluno Matriculado no Curso de Medicina da USP Luana Alves Roris

“Nem dormi direito essa noite”. A ansiedade de Luana Alves Roris tem uma justificativa plausível: a jovem de 19 anos deu mais um passo importante nessa segunda-feira (5) para realizar o sonho de se tornar médica. Inclusive, ela é a primeira aluna matriculada no curso de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) em Bauru.

Luana, que é de Santana do Parnaíba (Grande São Paulo), preenche uma das 18 vagas oferecidas pela USP para os estudantes classificados através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), usado por instituições públicas de educação superior na oferta de vagas com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

A conquista, contudo, veio com muito esforço. A jovem sempre frequentou escolas públicas, como a Escola Técnica de São Paulo (Etec), e nunca esmoreceu frente aos livros.

“Foram dois anos de cursinho. Eu estudava 14 horas por dia. Tive que abrir mão de algumas coisas, como deixar de sair aos finais de semana. O importante é não desistir”, incentiva.

O empenho valeu a pena, destaca Luana. Afinal, ela alimenta o sonho de se tornar médica desde criança.

Imagem que Luana acrescentou em seu perfil no Facebook

A inspiração vem de sua madrinha, conta o pai da jovem, o consultor em Tecnologia da Informação (TI) Agenor Roris Filho. “A minha irmã é pediatra e sempre foi a médica dela [da filha] e isso a inspirou”, comenta.

Inclusive, a jovem pensa em se especializar na mesma área e afirma estar bem amparada para concretizar o seu objetivo. “Minhas expectativas são as melhores possíveis porque a USP é uma universidade muito respeitada e conceituada. Só tenho a ganhar aqui”, elogia Luana, que não conhecia Bauru, mas afirma ter apreciado a cidade.

“Gostei bastante, sim Até lembra um pouco Maringá, onde a minha mãe trabalha”, compara Luana, que deve se instalar nas proximidades da própria USP. Agenor também simpatizou com o município “Coração do Estado de São Paulo”.

“A gente percebeu que vocês de Bauru são uma família. A cidade é muito agradável e acredito que a minha filha vai ter um ambiente muito bom para desenvolver os estudos. Talvez até melhor do que se ficasse em São Paulo, enfrentando trânsito todo dia”, frisa.

‘REALIDADE’

Diretora da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB-USP) e superintendente do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho), Maria Aparecida de Andrade Moreira Machado se emocionou ao ver a primeira matrícula efetivada.

“Isso mostra que o sonho, de fato, se tornou realidade. Para nós todos da USP, é uma grande realização”.

Ela reitera o objetivo de oferecer um curso diferenciado, com foco no aprendizado humanizado.

“Ensinar o aluno a olhar nos olhos do paciente. Estamos realmente confiantes e sabendo que esse curso veio pra fazer o melhor que existe em termos de formação do médico no Brasil”, finaliza a diretora.

Fonte: https://www.jcnet.com.br/Geral/2018/02/medicina-da-usp-1a-matriculada-em-bauru-estudou-14-horas-por-dia.html

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here