Livro retrata a vida do empresário e comerciante Joaquim de Oliveira Machado

0
244

 O viajante e o cata-vento traz a biografia do retirante nordestino que se tornou um importante empresário e comerciante na história de Bauru.

No próximo dia 30, a partir das 18h, no Sincomércio Bauru, acontece o lançamento do livro O viajante e o cata-vento – biografia de Joaquim de Oliveira Machado, que resgata a história de um dos mais aguerridos comerciantes de Bauru e região. Organizado por seus filhos, Ajax Rabelo Machado, Alex Rabelo Machado e José Arimatéia Rabelo Machado, a obra traz momentos marcantes da trajetória de “Seo Machado”, como era conhecido, narrados de forma comovente e entremeados de momentos históricos do país e da cidade nas últimas décadas. Machado nasceu em 1924, numa propriedade rural pertencente ao município de Morada Nova, no sertão do Ceará. Faleceu aos 93 anos, depois de mais de 50 anos vivendo na cidade de Bauru, onde fundou, em 1967, a Ceará Magazine, tradicional loja especializada em cama, mesa e banho.

Dividido em três partes, o livro traz depoimentos e homenagens dos filhos, parentes e amigos, além de trechos narrados pelo próprio Machado. “Descobri no escritório da loja um caderno de anotações feitas pelo nosso pai e juntamente com gravações feitas por meu irmão, Alex, resolvemos iniciar o livro a partir desses registros”, explica Ajax, o filho mais velho do empresário.

Uma das passagens, explica a origem do título do livro: “em Morada Nova, numa barbearia, nosso pai leu sobre o cata-vento e suas múltiplas utilidades, entre elas a de bombear água. Com uma ideia fixa na cabeça, ele desenhou toda a engrenagem necessária para fazer um cata-vento similar, imaginando bombear água para a lavoura.” O cata-vento construído pelo pai funcionou perfeitamente e existe até os dias de hoje (foto).  Simbolicamente, um dos livros favoritos do comerciante/viajante era justamente Dom Quixote de la Mancha, de Miguel de Cervantes, que tem os moinhos de vento como parte importante da trama deste grande clássico da literatura universal. “Ele leu no original em espanhol, sem jamais ter frequentado alguma aula do idioma”, completam os filhos. Para Enid Rocha, pesquisadora do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e doutora em Ciências Sociais, assina o texto da orelha do livro, também não são poucas as coincidências com o premiado filme O menino que descobriu o vento (2019), do diretor Chiwetel Ejiofor, no qual um jovem coloca em prática uma ideia que beneficia toda a comunidade.

O livro traz relatos da infância (como as brincadeiras da época), a partida para a capital cearense, em busca de dar continuidade nos estudos e a vida de caixeiro viajante, que lhe deu a experiência para se tornar um respeitado comerciante da região centro-oeste do estado de São Paulo. Traz também detalhes da saga de um homem que rompeu as barreiras impostas pela sociedade, pela seca, pela pobreza, e saiu do sertão cearense para buscar uma vida melhor no interior de São Paulo, mais precisamente em Bauru, onde recebeu o título de cidadão.

Ilustrado com imagens de arquivo da família Machado, o livro ainda traz detalhes da relação de Machado com o Sincomério, com a Loja Maçônica e outras entidades da cidade.

Sobre o livro

O viajante e o cata-vento está à venda com exclusividade pelo site da Editora (www.editoramireveja.com) Mireveja e na loja Ceará Magazine, que fica na rua Rio Branco, 22-16.

 

O VIAJANTE E O CATA-VENTO

Autores:

Ajax Rabelo Machado

Alex Rabelo Machado

José Arimatéia Rabelo Machado

 

 

 

 

Projeto gráfico Cíntia Belloc

Editora Mireveja

96 páginas • 14 x 21 cm • 1a edição, 2022

R$ 40,00

 

Lançamento em Bauru, dia 30/7, a partir das 18h, com a presença dos autores.

Local: Sincomércio Bauru (Avenida Nações Unidas, 17-45)

 

Contato com a editora:

João Correia Filho

(14) 99148 0190

joaocorreiafilho@hotmail.com

www.editoramireveja.com

Deixe uma resposta