IPVA: Bauru é 33.ª arrecadação do País

0
793

Se o brasileiro é conhecido por sua paixão por carros, o bauruense é, no mínimo, um aficionado. Divulgado nesta semana, o anuário Multi Cidades revelou que Bauru é a cidade com a 33.ª maior arrecadação de Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) em todo o País.

Elaborado pela Aequus Consultoria e divulgado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), o estudo mostrou que R$ 77,9 milhões entraram para os cofres municipais em 2016, montante superior ao contabilizado, inclusive, por capitais brasileiras como Teresina (PI), Florianópolis (SC), Natal (RN), Aracaju (SE) e João Pessoa (PB) e municípios de porte semelhante, como Franca (SP). “A arrecadação de Bauru é significativa, o que pode ser um sinal de economia dinâmica na cidade”, analisa Tânia Villela, diretora da Aequus Consultoria.

A elevada taxa de motorização no município, assim como o percentual de veículos novos circulando pelas ruas, são dois dos principais motivos que podem explicar o resultado.

Para se ter uma ideia, em termos populacionais, Bauru aparece na 66.ª posição da lista do Multi Cidades, sendo que, no quesito arrecadação de IPVA, chega à metade disso.

Samantha Ciuffa
Segundo as estatísticas do Denatran, Bauru tem um veículo para cada 1,3 habitante; proporção da frota supera a média estadual

Se, no Estado, a média é de um carro para cada 1,6 morador, na cidade, a proporção chega a um veículo por 1,3 habitante. “É uma taxa que se equipara à de países desenvolvidos, mas é importante salientar, contudo, que nem toda a frota considerada pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) ainda está em circulação, já que muitos proprietários deixam de dar baixa nos veículos em desuso”, alerta o engenheiro Archimedes Azevedo Raia Junior, especialista em segurança viária e diretor de mobilidade da Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Bauru (Assenag).

Para ele, o resultado revelado pelo estudo da FNP pode ser avaliado sob duas perspectivas diferentes. “Se, por um lado, pode ser um indicador de algum desenvolvimento, por outro, aponta para a possibilidade de trânsito congestionado”, pondera.

FROTA NOVA

As estatísticas do Denatran revelam, ainda, que o índice de carros com menos de dez anos de fabricação é de 44,2% em Bauru e, no Estado, de 39,3%.

É um dado que corrobora outra posição de destaque do município, que registrou arrecadação per capita alta no Multi Cidades, de R$ 210,00, a 26.ª maior média entre todos as localidades brasileiras.

Aceituno Jr
Secretário de Finanças, Everson Demarchi: “É um valor muito importante da cidade”

10% DA RECEITA

Secretário municipal de Finanças, Everson Demarchi revela que, atualmente, o IPVA representa cerca de 10% das receitas da prefeitura. De janeiro a setembro de 2017, o montante já chega a R$ 72,4 milhões, considerando 50% da quantia paga pelos proprietários de veículos, que são repassados pelo Estado aos município.

“É um valor muito importante da cidade, próximo à arrecadação com Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), que foi de R$ 73,7 milhões no mesmo período”, frisa, salientando que a alíquota de IPVA no Estado, de 4% – uma das mais altas do País, ajuda a elevar a arrecadação das cidades paulistas como um todo. De fato, entre as 50 mais bem ranqueadas, 38 são do Estado de São Paulo.

Fonte: jcnet.com.br – https://www.jcnet.com.br/Economia/2017/11/ipva-bauru-e-33a-arrecadacao-do-pais.html

Deixe uma resposta