Festival de cerveja artesanal vem aí

0
1003
Fred Ventrice,Erik Breslau,Thiago Cardoso, Marcelo Malinverne, Eric Fassoni e Alessandro Camargo

Um grupo de amigos cervejeiros promoverá um festival de grande porte, inédito, com mais de oito horas de evento, para atender a todos os amantes de cerveja de Bauru e região, marcado para o próximo sábado (27), das 14h às 22h, com show ao vivo de André Alcântara, no Bauru Tênis Clube (BTC). O evento terá workshop sobre o modo de preparo, das 14h às 16h. Depois, começa a festa. Ela seguirá até 22h. O festival conta com o apoio de Jornal da Cidade e rádio 96FM.

A Confraria 014, responsável pelo “cervejada”, é uma junção de amigos, que se reúnem periodicamente para trocar novas descobertas de sabores, modos de preparo e, agora, organizam workshops e passam a fazer festivais, como esse primeiro, no BTC. Para um destes cervejeiros, Erik Breslau, a intenção é disseminar o prazer de saborear a bebida e, simultaneamente, compartilhar a diferença entre uma cerveja comercial, vendida em bares e supermercados, para uma artesanal, com infinitas possibilidades de sabores. A organização, além da diretoria social do BTC, é da Unique Party e dos próprios cervejeiros.

“Vamos realizar um dos raríssimos festivais deste porte, na região, além de workshop com um dos melhores mestres no assunto, Lealdo Biga Jr, professor, físico e cervejeiro, que vai apresentar detalhes para todos os que querem conhecer como se faz uma deliciosa cerveja artesanal”, acrescenta Breslau.

Como se faz?

O cervejeiro Marcelo Malinverne explica como os amigos da Confraria 014 produzem a própria cerveja. Eles levarão seus conhecimentos para o workshop do festival no BTC, vendendo mais de 20 estilos, incluindo sabores exóticos e raros. “Reunimos os maltes e colocamos no moedor. Depois, passamos para a panela de mostura para o cozimento e conversão de todo o amido em açúcares. Em seguida, o mosto vai para a panela de fervura, onde é adicionado o lúpulo de amargor, aroma e sabor. Posteriormente, o líquido é resfriado e inserido o no fermentador, onde recebe a levedura, responsável por transformar o açúcar em álcool”, ensina Malinverne. Ele ainda esclarece que, depois, a cerveja fica aproximadamente sete dias fermentando. Na sequência, entra no período de maturação. “Por fim, a cerveja entra em um barril para receber carbonatação e está pronta para ser servida”, finaliza.

De acordo com ele, participam do evento do BTC oito fabricantes de cervejas artesanais, sendo mais de 20 tipos, alguns bem exóticos, quase extintos, além de hambúrgueres artesanais também, da Empório Prime, além de petiscos e porções do restaurante Cerva e Sabor do BTC e patrocínio da loja Mestre Cervejeiro.

“A entrada de associados no espaço do festival é gratuita e convites para não sócios já estão sendo vendidos na secretaria do clube por R$ 10,00, com estacionamento incluso. Consumo à parte”, explica Erik Breslau.

DIFERENÇA

A cerveja artesanal é bem diferente da cerveja comercial, que possui produtos artificiais e que é feita em aproximadamente quatro dias, informa Erik Breslau. De acordo com ele, a cerveja artesanal leva ingredientes originais como água, malte, lúpulo, levedura, fermento e sabores colocados de acordo com a especialidade do cervejeiro. “O processo de produção é demorado, levando cerca de 30 dias para ficar pronta e é, inclusive, muito mais saborosa e saudável do que as comerciais. Trabalhamos com vários estilos de sabores, baseados nas escolas cervejeiras da Bélgica, Inglaterra e dos EUA”, comenta.

Movimento Homebrewing

A grande maioria de cervejeiros hoje trabalha com a novíssima escola americana, neste movimento chamado de Homebrewing, de cada um fazer a sua própria bebida, muitas vezes em casa mesmo. Erik lembra ainda que a maior parte das cervejas comerciais brasileiras, as de bares e supermercados, contém os chamados cereais não maltados, geralmente milho, o que costuma ser uma fonte interminável de queixas por quem busca qualidade no sabor. Os produtores afirmam que a mistura serve para adequar as bebidas ao gosto do brasileiro, conferindo mais leveza e suavidade, mas a verdade, de acordo com os cervejeiros, este artifício é muito usado pelas marcas mais comerciais para ganhar em volume e diminuir os custos da industrialização.

SERVIÇO

O 1º Festival de Cerveja Artesanal do BTC é dia 27 de maio, das 16h às 22h. O clube fica na avenida José Vicente Aielo, 5-176. A entrada ao evento é de graça para associados e não sócios devem comprar o convite antecipado por R$ 10,00, na secretaria. Estão inclusos o estacionamento e o workshop, que começa 14h. Consumo à parte. Telefone 3235-0500.

Deixe uma resposta