É preciso resgatar a confiança nas instituições

0
984

Os brasileiros sempre tiveram orgulho de sua nacionalidade e do seu país. A partir da reconquista da democracia, também cresceu bastante a identidade da população com os Três Poderes e as instituições. Contudo, esse processo apresentou compreensível reflexo negativo em consequência dos seguidos casos de corrupção na ainda jovem história de nosso Estado de Direito e do processo de impeachment de dois presidentes da República num curto espaço de tempo.
É inegável o enfraquecimento da identificação da sociedade com os símbolos nacionais e as instituições, provocado por anos de corrupção, desmandos e incompetência do governo. O patriotismo não foi abalado, mas sim a confiança no poder público.
Também contribuem para que os brasileiros sintam-se estrangeiros em seu próprio país, a negligência com a saúde, a má qualidade das redes municipais e estaduais de ensino, a falta de segurança pública, o desemprego e o descompromisso da classe política com as prioridades nacionais. Felizmente, nossa democracia parece consolidada, resistindo com firmeza ao afastamento da presidente da República e à grave crise política. Mais uma vez, a Nação mostra-se maior do que o Estado e mais forte do que aqueles que buscam aparelhar o governo na defesa de interesses menores.
Que a liberdade política nos redima e nos permita retomar o caminho do crescimento econômico, sob governos e legislaturas mais sérios e comprometidos com o povo. É premente o resgate da credibilidade das instituições, para o qual têm contribuído a Justiça, o Ministério Público e a Polícia Federal, no âmbito da Operação Lava Jato. Para que a confiança seja recuperada, o ensino também tem missão primordial: é preciso que nossas crianças e jovens tenham absoluta consciência de que, independentemente do caráter dos ocupantes do poder, precisamos trabalhar juntos pelo desenvolvimento do Brasil.

 

Junte-se ao Ciesp. Juntos somos mais fortes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here