Colecionador “profissional” já completou 5 álbuns da Copa e lucra com figurinhas

0
2681

A 77 dias do início da Copa do Mundo na Rússia, o aposentado Aparecido Viana Júnior, de 51 anos, está com as escalações das 32 seleções de futebol na ponta da língua. Desde o lançamento oficial do álbum de figurinhas do Mundial, no dia 16 de março, o sorocabano já completou cinco exemplares – destes, quatro estão vendidos para outras pessoas.

A tradição começou durante o campeonato de 2006, na Alemanha, mas o gosto por coleções veio da geração anterior: o pai de Júnior é viciado em livros, discos e dinheiro antigo. Embora o foco seja esportes, como futebol, basquete e futebol americano, o aposentado também “fecha” álbuns de filmes, novelas e outros temas.

Aos poucos, o que começou como um hobby acabou se transformando em uma maneira de complementar a renda da casa. Funciona assim: além da coleção pessoal, Júnior se dedica a comprar e trocar figurinhas para completar outros álbuns e revendê-los.

Todo domingo, desde 2010, o colecionador “profissional” vai a uma banca de jornal, monta uma mesa na calçada e passa o dia todo trocando figurinhas. Há quem o procure com uma listinha dos cromos faltantes e o “bolo” de repetidos, pedindo para que ele complete o álbum e venda as figurinhas que sobrarem.

– Tem gente que já me conhece, que eu encontro de quatro em quatro anos. As pessoas dizem que eu sou um vendedor, mas eu vejo mais como facilitador, porque faço pelo prazer de ver as pessoas completando os álbuns, de ensinar a colar as figurinhas certinho dentro dos quadradinhos – comenta.

O álbum da Copa de 2018 com todas as figurinhas custa R$ 450, capa dura, ou R$ 425 brochura. Quem preferir, também pode comprar a opção com os cromos já colados. As figurinhas avulsas saem por R$ 0,60 cada ou R$ 2 as cromadas. Se for o caso, Júnior ainda entrega as encomendas.

– As metalizadas são as mais difíceis de sair. O Neymar também sumiu, porque as crianças querem mais de uma para colar no caderno. Então, custa R$ 1. Na Copa passada, a figurinha dele chegava a R$ 10 – lembra.

O colecionador garante que já comprou mais de 13 mil cromos e gastou cerca de R$ 7 mil até agora. Durante a Copa de 2014 investiu R$ 12 mil no negócio de figurinhas e arrecadou R$ 18 mil. Dois álbuns do Mundial realizado no Brasil estão bem guardados e com destino certo: os futuros netos de Júnior.

Figurinhas avulsas saem por R$ 0,60 cada ou R$ 2 as cromadas (Foto: Ana Paula Yabiku)Figurinhas avulsas saem por R$ 0,60 cada ou R$ 2 as cromadas (Foto: Ana Paula Yabiku)

Figurinhas avulsas saem por R$ 0,60 cada ou R$ 2 as cromadas (Foto: Ana Paula Yabiku)

Outras edições

Além do Mundial na Rússia, a coleção pessoal do sorocabano conta com álbuns de edições passadas da Copa do Mundo. Entre 1958 e 2018, ele só não conseguiu completar o de 1986, que teve como sede o México.

Os álbuns e figurinhas antigos também estão à venda, mas os valores variam de acordo com o ano e estado de conservação. Para evitar amassados e traças, Júnior espera juntar todas as figurinhas antes de colá-las e guarda os álbuns em plásticos e pastas organizadas.

– Tenho mais de 200 mil figurinhas em casa, oito de cada. Não conheço ninguém com uma coleção maior que a minha em Sorocaba. Os álbuns antigos custam mais de R$ 500 e as figurinhas de R$ 5 a R$ 6 – conta o colecionador, que já trocou mais de sete mil cromos pela internet, com pessoas do Brasil inteiro.

Álbuns são guardados em plásticos e pastas organizada (Foto: Ana Paula Yabiku)Álbuns são guardados em plásticos e pastas organizada (Foto: Ana Paula Yabiku)

Álbuns são guardados em plásticos e pastas organizada (Foto: Ana Paula Yabiku)

Rumo ao hexa?

Apesar de animado com o desempenho da Seleção Brasileira nos amistosos preparatórios, Júnior aponta outros dois favoritos ao título da Copa do Mundo de 2018: Alemanha e Espanha.

– Depois do jogo de ontem, estou assustado com a Espanha, acho que vem forte. E, como palmeirense, vindo de quatro gerações palmeirenses, sou fã do Gabriel Jesus. Mas conheço vários corintianos que também admiram o futebol dele – completa.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/sp/tem-esporte/noticia/colecionador-profissional-ja-completou-5-albuns-da-copa-e-lucra-com-figurinhas.ghtml

Deixe uma resposta