Céu ganhará ‘presente de Natal’ antecipado nesta segunda-feira

0
516
Como Júpiter e Saturno estarão alinhados, quem olhar da Terra verá um grande ponto brilhante / Fonte: Mishal Ibrahim/Unsplash
Possível de ser visto a olho nu, evento raro deixará alinhado os dois maiores planetas do Sistema Solar, Júpiter e Saturno

Admiradores do céu ganharão um presente de Natal antecipado: um evento raro em que os dois maiores planetas do Sistema Solar, Júpiter e Saturno, estarão alinhados, fazendo com que pareçam uma única estrela, grande e brilhante. O “encontro” poderá ser visto a olho nu, na noite desta segunda-feira (21), no lado Oeste, onde o Sol se põe.

Em razão da data em que o fenômeno irá ocorrer, ele vem sendo chamado de “Estrela de Natal”. Porém, segundo o professor Rodolfo Langhi, coordenador do Observatório Didático de Astronomia da Unesp de Bauru, trata-se apenas de uma coincidência.

“Este fenômeno é chamado de conjunção planetária, quando dois planetas se alinham, parecendo, do ponto de vista de quem está na Terra, que eles estão muito próximos um do outro. E, no dia 21, teremos até mesmo dificuldade para notar, sem ajuda de binóculo ou telescópio, que são dois objetos diferentes”, explica.

Júpiter leva quase 12 anos terrestres para dar uma volta ao redor do Sol, enquanto Saturno demora 29 anos terrestres. A conjunção corresponde ao momento em que estes diferentes períodos proporcionam o alinhamento da posição dos dois planetas.

‘ESTRELA DE BELÉM’?

Alguns pesquisadores que estudam a bíblica “Estrela de Belém”, inclusive, acreditam que ela pode ter sido justamente uma conjunção planetária semelhante a deste fim de ano. Porém, até hoje, não há consenso na comunidade astronômica sobre esta hipótese, já que também é considerada a possibilidade de ter sido um cometa ou até mesmo uma supernova (explosão brilhante que ocorre quando algumas estrelas são extintas).

Fato é que o evento deste 21 de dezembro é um fenômeno raro, que só ocorre a cada 19,5 anos. Porém, nem sempre os dois planetas parecem ficar tão próximos como deve ocorrer neste fim de ano. A previsão é de que, visualmente, eles só voltem a ficar tão perto um do outro novamente em 15 de março de 2080.

“Para se ter ideia da proporção do que poderemos ver no céu, imagine a Lua cheia. Agora, divida este tamanho visual em 15 partes. A conjunção dos dois planetas será equivalente a uma destas 15 partes. Vai ser algo significativo”, adianta Langhi.

COMO ACOMPANHAR

Apesar de o alinhamento completo ser aguardado para o dia 21, o professor alerta que a aproximação entre Júpiter e Saturno pode ser acompanhada já nesta noite, assim como o distanciamento nos dias posteriores. Para quem quiser aproveitar o espetáculo, ele recomenda buscar um lugar com poucas árvores ou prédios.

É importante, também, que o céu esteja sem nuvens. “Logo depois que escurecer, você deve olhar para o Oeste, onde o Sol se põe, e observar um pouco acima do horizonte. São dois pontos de luz, destacados do céu, sendo Júpiter o mais brilhante, com uma coloração meio esbranquiçada. Do lado dele, bem próximo já, estará Saturno, com uma cor mais alaranjada e brilho mais fraco”, explica.

Já no dia 21, será mais difícil distinguir os dois planetas, que, alinhados, produzirão, juntos, um brilho mais intenso. A recomendação é para que os admiradores fiquem atentos ao céu logo no início da noite, já que os planetas não poderão ser avistados juntos por muito tempo. Depois disso, será preciso aguardar até 2039.

Fonte: https://www.jcnet.com.br/noticias/geral/2020/12/744510-ceu-ganhara–presente-de-natal–antecipado-nesta-segunda-feira.html

Deixe uma resposta