fbpx
quinta-feira, 18 de agosto de 2022
Anúncio
Home Noticias Centro de Bauru – bauruenses não deixam de ocupar o espaço histórico

Centro de Bauru – bauruenses não deixam de ocupar o espaço histórico

0
581

Em 1914, Bauru recebia sua primeira Praça Municipal, hoje, conhecida como Praça Rui Barbosa. No centro da cidade, ela passou por altos e baixos, desde espaço de lazer até o abandono. Hoje em dia, está revitalizada e vem se tornando, novamente, ponto de encontro dos bauruenses.

A praça também é ponto de início de uma das ruas mais importantes de Bauru – a Rua Batista de Carvalho. Agora, calçadão da cidade abriga diversos comércios e é dona de um dos verbos mais populares entre a população. E quem nunca ‘batistou’ na vida?

Exemplos de quem vive o Centro

A jornalista Carolina Bataier mora no centro de Bauru e conta que encontra tudo o que precisa na região. “Como moro por aqui, eu uso o centro em quase em todas as ocasiões: pegar ônibus, fazer compras, passear. Mesmo que eu precise ir para outras regiões, o centro é meu ponto de partida”, conta.

Ponto de partida para o crescimento da cidade, o centro bauruense faz parte de muitas histórias. E esse é um dos motivos pelo qual a população deve preservar a Praça Batista de Carvalho e suas redondezas.

Segundo Luca Willians, o centro é um lugar riquíssimo de Bauru. “Acredito que é com a ocupação destes espaços que conseguiremos transformá-los. Não há nenhuma outra região da cidade que detenha mais história! E por isso é importante preservar, restaurar, manter viva essa história”, diz.

Movimentação e luta

Muitos movimentos sociais da cidade têm escolhido o centro como ponto de encontro e, até mesmo, de apresentações. Evandro Souza conta que já teve diversas experiências artísticas no centro de Bauru. “Há uns três anos, o Sesc trouxe um grupo de teatro de rua de Veneza para se apresentar no Calçadão. Foi inesquecível. Isso proporciona às pessoas uma interação diferente com o espaço que elas passam ou utilizam cotidianamente. É lindo”, conta.

Para Francimeire Leme, a Praça Rui Barbosa é sempre escolhida para ser ponto de encontro de muitos momentos sociais pelo seu caráter público: “As ações são no centro devido ao fluxo contínuo de pessoas. Assim como foi a construção do Março das Mulheres, evento em consequência da construção do 8 de março, data histórica do movimento das mulheres. Creio que o centro de Bauru representa o lugar onde movimentos ou reivindicações sociais são construídas e organizadas pelo caráter público e coletivo”.

O pode público também tem feito sua parte para ajudar a estimular a ocupação dos espaços centrais pela população bauruense. Depois de muito tempo, a Estação Ferroviária foi reformada e tem alojado diversas instituições culturais da cidade como a Academia Bauruense de Letras, a Orquestra e a Banda Municipal. Segundo o secretário da Cultura, Luiz Antônio Fernandes Fonseca, o objetivo para o futuro é transformar o lugar em “Estação das Artes”. Vamos aguardar!

Deixe uma resposta

WhatsApp chat