alimentos proibidos para cães e gatos

0
1294
Dr. Frederico J. Bruscki é médico veterinário, CRMV-SP 22270, idealizador e fundador do Pet Center Clínica Veterinária

Nem tudo o que faz bem para você é bom para o seu bicho de estimação

Quem resiste àquela carinha de pidão quando estamos comendo? Basta ficar olhando para a gente, que não resistimos e sempre damos uma lasquinha.
Mas você sabia que muitos alimentos são proibidos aos cães e gatos? Alguns alimentos podem ser prejudiciais, levar a intoxicação e danos irreversíveis ao seu pet, podendo inclusive, leva-lo a morte. Confira uma lista dos principais alimentos que os cães e gatos não podem comer.
Chocolate e doces: contem teobromina que passa a ser tóxica, quando ingerida de 100 a 150mg por quilograma de seu peso corporal. É comum um cão achar uma caixa de chocolate e devorar de uma só vez. Já os doces, ricos em açúcar, não só calóricos, em excesso podem tornar os cães obesos e diabéticos.
Cebolas e alho: Ambos possuem uma substância chamada dissulfeto de n-propil que gera intoxicação grave, pois altera a hemoglobina, provocando a destruição de glóbulos vermelhos (anemia) e urina com sangue.
Uva e passas: Existem relatos na medicina veterinária mostrando cães que morreram após ingerir esse tipo de alimento por falência renal.
Leite e derivados: Como não produzem altas quantidades de lactase, enzima que auxilia na digestão de lactose do leite, cães e gatos desenvolve intolerância ao alimento. Quando ingerido pode provocar dores abdominais e diarreia.
Massas cruas de pão ou bolo: o fermento contido na massa crua pode se expandir no estômago do animal e causar dor ou ruptura intestinal.
Comidas gordurosas: o problema principal desses alimentos é o desarranjo gastrointestinal e, em alguns casos pode levar a pancreatite. Pode ser fatal em alguns animais e é quase sempre causado por comidas muito gordurosas como queijo, gordura animal, etc.
Hoje no mercado pet, existe uma gama de alimentos específicos e completo para o seu melhor amigo, não necessitando complementar com mimos diários e evitando, assim, uma possível intoxicação.
Em casos de ingestão de algum desses alimentos descritos acima e ou outros e observar uma possível intoxicação, procure o médico veterinário mais próximo para atendimento clínico.

logopet

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here