Vereadores demonstram urgência por novos leitos no Base e secretário de Saúde de SP se posicionará em 3 semanas

0
719

22/04/2019 – Junto ao gestor do governo do estado, a comitiva de Bauru abordou a redução de vagas para internação nos últimos anos, a espera nas unidades de urgência que resulta em mortes e a planilha de custos para a viabilização do projeto.

Onze vereadores de Bauru reuniram-se, nesta segunda-feira (22/04), com o secretário de Saúde do estado de São Paulo, José Henrique Germann Ferreira, a quem demonstraram a necessidade de abertura de novos 21 leitos (16 comuns e cinco de UTI) no Hospital de Base, a partir de dados concretos sobre o déficit de vagas para internação da cidade, agravado ao longo dos últimos anos. O gestor comprometeu-se a anunciar o posicionamento da pasta sobre a demanda daqui a três semanas.

Estiveram na sede do órgão, em São Paulo, o presidente da Câmara Municipal, José Roberto Segalla (DEM), e os parlamentares Sandro Bussola (PDT), Coronel Meira (PSB), Fábio Manfrinato (PP), Mané Losila (PDT), Markinho Souza (PP), Miltinho Sardin (PTB), Natalino da Silva (PV), Roger Barude (PPS), Telma Gobbi (SD) e Yasmim Nascimento (PSC).

A abertura dos novos leitos no Base foi anunciada, no ano passado, pelo ex-governador Márcio França, mas saiu dos planos do estado após a troca de governo decorrente das eleições gerais.

O secretário José Henrique Germann Ferreira explicou que, frente as limitações orçamentárias, a pasta havia elencado como prioridade para Bauru a instalação de equipamentos para viabilizar a operação do futuro Hospital das Clínicas.

Os vereadores pontuaram, no entanto, que, a gravidade do déficit de leitos hospitalares e a inexistência de prazo exequível para a inauguração da nova unidade não permitem que um projeto exclua o outro.

Na tarde desta segunda-feira, 38 pacientes aguardavam em unidades de urgência e emergência municipais a liberação de vagas para internação em hospitais de responsabilidade do estado. Nove deles esperam há mais de quatro dias.

Com o intuito de instrumentalizar a Secretaria de Saúde de São Paulo, os vereadores apresentaram, inclusive, a planilha de custos para a viabilização dos novos leitos no Base.

Considerando apenas os 16 gerais, o investimento inicial seria de R$ 400 mil. O custeio ficaria em R$ 380 mil ao mês, valor considerado baixo para o Orçamento do estado.

Ao secretário, foi apresentado ainda o histórico que resultou no atual déficit de 200 leitos em Bauru. Entre 2007 e 2016, a cidade perdeu cerca de 27% das vagas para internação disponíveis.

A reunião de hoje foi agendada após o protesto do vereador Sandro Bussola, que acampou em frente à sede do DRS de Bauru, diante da notícia de que os 21 leitos com os quais o estado havia se comprometido não sairiam do papel.

Diante do interesse da maioria dos vereadores em participar do encontro, considerando a relevância do tema, a Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Bauru que aconteceria hoje foi reagendada para esta terça-feira (23/04).

Também participaram da reunião de trabalho o prefeito Clodoaldo Gazzetta, o secretário municipal de Saúde, José Eduardo Fogolin, o deputado federal Cezinha de Madureira (PSD), o deputado estadual Dirceu Dalbem (PR), a diretora do Departamento Regional de Saúde (DRS-6), Doroti Alves Ferreira, o diretor presidente da Famesp, Antonio Rugolo Junior, além de técnicos da Secretaria de Saúde de São Paulo.

Fonte: https://www.bauru.sp.leg.br/imprensa/noticias/vereadores-demonstram-urgencia-por-novos-leitos-no-base-e-secretario-de-saude-de-sp-se-posicionara-em-3-semanas

Deixe uma resposta