Vacinação segue só a público-alvo em Bauru

0
785
Vacinação contra a gripe H1N1, nos postos de saúde Posto de Saúde do centro (POSTÃO) 30/04/2016

Uma falta de diálogo direto entre os governos municipais, estaduais e federal tem deixado a população confusa sobre a vacinação contra a gripe. Após o Ministério da Saúde divulgar que, a partir de hoje, abriria a imunização a todos, independente da faixa etária, o governo do Estado afirma que só adotará a medida se receber mais doses. Enquanto isso, a Secretaria Municipal de Saúde pontua que não foi notificada oficialmente de nenhuma decisão e, assim, nada muda em Bauru. Ou seja, só o público-alvo receberá a vacina.

Conforme o JC noticiou, o Ministério da Saúde fez anúncio, nesta sexta-feira, de que abriria a imunização a todos hoje, última semana da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza.

Neste final de semana, contudo, a Secretaria de Estado da Saúde disse que só ampliará os públicos da vacinação se receber mais doses.

“O Estado ainda dispõe de aproximadamente 3,6 milhões de doses destinadas prioritariamente à vacinação dos públicos definidos pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). Vale lembrar que o Estado de São Paulo tem mais de 44 milhões de habitantes e, portanto, uma eventual ampliação de públicos depende do envio de quantitativos extras ao Estado. A aquisição e distribuição de doses da vacina compete ao Ministério da Saúde”, disse, em nota emitida pelo assessoria de comunicação da pasta.

A reportagem não conseguiu contato com o ministério ontem para saber se haverá envio de mais doses ao Estado.

E BAURU?

Desde o início, a Secretaria Municipal de Saúde diz aguardar notificações oficiais sobre o caso. Na noite de ontem, a pasta informou ao JC de que não foi notificada até o momento nem pelo Ministério da Saúde e nem pela Secretaria de Estado da Saúde.

“Assim que a Secretaria da Saúde for notificada oficialmente sobre como proceder, seguirá as orientações necessárias”, diz o município, em nota. “Em momento algum, a Secretaria da Saúde de Bauru divulgou que a vacina estava disponível pra toda a população”, complementa.

O problema é que, enquanto os órgãos esperam notificações oficiais que não chegam nos prazos determinados para o início de eventuais ampliações de públicos, a população fica sem saber se tem direito ou não à vacina contra a gripe.

Hoje, por exemplo, a Secretaria Municipal de Saúde crava que a imunização ficará restrita somente para o público-alvo.

A vacinação ocorre até esta sexta-feira (dia 9) das 8h até as 16h30, em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS). Qualquer dúvida, a população pode ligar na Secretaria Municipal de Saúde, pelo telefone 3104-1452.

GRUPOS DA IMUNIZAÇÃO

O público-alvo é composto por idosos (acima dos 60 anos), crianças entre seis meses cinco anos de idade, gestantes, puérperas, trabalhadores da saúde dos setores públicos e privados, indígenas, professores da rede de ensino pública e particular, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. O público, neste ano, foi ampliado para policiais civis e militares, bombeiros e profissionais que atuam na Defesa Civil, Correios, Poupatempo, Ministério Público Estadual (MPE), Procuradoria Geral do Estado (PGE) e Defensoria Pública.

Deixe uma resposta