Senado aprova MP que reduz nº de ministérios; Moro perde o Coaf

0
682
Órgão que atua no combate à lavagem de dinheiro ficará no Ministério da Economia. Medida vai agora para sanção de Bolsonaro.

Em votação simbólica, sem registro no painel, o Senado rejeitou colocar o Coaf sob a gestão de Moro no Ministério da Justiça. O órgão que atua no combate à lavagem de dinheiro ficará no Ministério da Economia, como já havia sido aprovado na Câmara. Com isso, foi concluída a análise da MP 870, que segue agora para sanção do presidente Jair Bolsonaro. A medida reestruturou o governo e reduziu de 29 para 22 o número de ministérios.

Texto-base é aprovado com 70 votos favoráveis. Apenas 4 senadores votaram contra. Agora o plenário vai analisar os destaques que se referem ao Coaf.

Como funciona: o texto-base é o que foi aprovado pela Câmara na semana passada, que mantém o Coaf no Ministério da Economia. Quatro propostas foram protocoladas para transferir o órgão para o Ministério da Justiça. Essas propostas – chamadas de destaques – serão votadas somente após a aprovação do texto-base.

Houve pedido de votação nominal, aceito pelo presidente do Senado. Agora, cada parlamentar votará no painel.

Senado aprova, em votação simbólica, o texto-base da Medida Provisória.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Alcolumbre encerra as discussões para dar início à votação da MP. Foram quase 3 horas de debates e discursos. Quatro propostas que se referem ao Coaf foram apresentadas.

Discursos continuam no plenário do Senado após quase 2 horas de sessão. Votação da MP ainda não foi iniciada.

Parlamentares que querem a volta do Coaf ao Ministério da Justiça discursam e defendem aprovar a mudança apesar dos apelos do governo. Eles argumentam que há tempo para que a Câmara faça uma nova análise do MP antes que ela perca a validade, na segunda (3).

Fonte: https://g1.globo.com/politica/ao-vivo/senado-analisa-mp-que-reduziu-numero-de-ministerios.ghtml

Deixe uma resposta