Preço de genéricos varia mais de 500% em Bauru

0
1727

Pesquisar bem é realmente um dos melhores remédios para a “dor no bolso”. Um levantamento divulgado ontem pela Fundação Procon-SP encontrou uma grande diferença de preços entre uma farmácia e outra em Bauru. Para se ter uma ideia, o mesmo remédio genérico chegou a ter uma flutuação de preço de mais de 500% em estabelecimentos diferentes. Os medicamentos de marca apresentaram diferença de até 135%.

O levantamento elaborado pelo Núcleo Regional do Procon Estadual de São Paulo foi realizado no dia 9 de maio. Em Bauru, envolveu sete drogarias distribuídas no município, onde foram pesquisados 64 medicamentos, sendo 33 de referência e 31 genéricos.

A pesquisa aponta que, entre os genéricos, a maior variação foi de 503%, no Enantato de Noretisterona Valerato de Estradiol (genérica da Mesigyna, um contraceptivo injetável). Enquanto em uma farmácia bauruense o medicamento foi encontrado por R$ 3,13, o produto custava, em outra, R$ 18,88, uma diferença de R$ 15,75.

Já em relação aos remédios de marca (chamados de referência), a maior variação foi em relação ao Zentel – Glaxosmithkline (usado para tratar doenças causadas por vermes e parasitas). Em uma das farmácias da cidade, o comprimido de 400 miligramas custava R$ 5,48. Já em outra, R$ 12,88. Uma flutuação de 135%, ou, em números absolutos, R$ 7,40.

53% MAIS BARATOS

A pesquisa divulgada ontem mostrou ainda que, comparando os preços médios dos medicamentos genéricos com os de referência, os primeiros saem pela metade do valor: 53,19% mais baratos.

Diante dos resultados constatados, o Procon orienta: “Antes de uma criteriosa pesquisa de preço é interessante que o consumidor consulte a lista de Preços Máximos (PMC) dos medicamentos, disponível no site da Anvisa (www.anvisa.gov.br) A consulta também poderá ser efetuada nas listas de preços que devem estar disponíveis ao consumidor nas unidades do comércio varejista, ou seja, nas farmácias/drogarias, conforme determina a Resolução da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED)”.

O Procon explica que não considerou, no levantamento divulgado nesta quarta-feira, descontos em condições especiais, como os concedidos a aposentados, empresas, planos de saúde e nem os vinculados à Farmácia Popular.

Além de Bauru, a pesquisa foi realizada também na Capital e em Araçatuba, Campinas, Igarapava, Marília, Mauá, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José dos Campos, São Vicente, São José do Rio Preto e Sorocaba.

No site do Procon (www.procon.sp.gov.br), é possível acessar os levantamentos detalhados de cada município.

Fonte: https://m.jcnet.com.br/Geral/2018/06/preco-de-genericos-varia-mais-de-500-em-bauru.html?utm_source=Whatsapp&utm_medium=referral&utm_campaign=Share-Whatsapp

Deixe uma resposta