Noroeste anuncia retorno do sub-15 e sub-17 e apresenta novo coordenador da base

0
574

Leandro Ávila Rodrigues, o Foguinho, vai ser o responsável por todo o departamento de formação de novos talentos do clube

Além dos já existentes sub-11 e sub-13, a diretoria do Esporte Clube Noroeste anunciou, nesta quinta-feira (1), que também terá em 2024 as categorias sub-15 e sub-17. O clube apresentou também Leandro Ávila Rodrigues, o Foguinho, 38 anos, como seu novo coordenador de todo o departamento de formação de novos talentos do clube. Foguinho já começou a trabalhar, visando a disputa do Campeonato Paulista de Base, que terá início em meados de maio. As equipes sub-11 e sub-13 estão prontas, mas o sub-15 e sub-17 serão formadas com atletas já monitorados e por talentos que serão avaliados em uma “peneira” que será promovida pelo clube em breve.
O Noroeste destaca que não se trata de parceria, mas sim de categorias oficiais e geridas pelo próprio Norusca, com o know-how e a expertise de Foguinho, que é reconhecidamente qualificado e com bom relacionamento em times grandes do cenário nacional.
Foguinho nasceu em Agudos, mas é bauruense de coração e profissão. Ele é formado em educação física, tem MBA de Gestão e Marketing Esportivo e é proprietário do Centro de Formação de Atletas Foguinho Sports, fundado em janeiro de 2005. Foguinho foi scout (observador) do São Paulo e em 2014 foi técnico do sub-15 do Norusca. Na oportunidade, fez o time ficar entre os 16 melhores do Estado, de um total de 81 clubes.

Entre os atletas que Foguinho formou ou indicou já são realidade: João Victor (zagueiro), ex-Corinthians, Benfica e atualmente no Vasco (RJ), Thalisson (zagueiro) no Curitiba (PR), Lucas Maticoli (goleiro) no Novo Hamburgo (RS), Rafael Castro (zagueiro) no Treze (PB), Guilherme Bissoli (atacante) no Buriram United (Tailândia), Diego (zagueiro) do Santos, Gustavo Lobo (atacante) Fluminense (RJ), entre outros. Todos estes profissionais. Na base dos clubes, a lista é extensa.
“Estamos vendo os talentos deixarem Bauru muito cedo. E eles estão indo para times da região. No Noroeste, queremos formar jogadores perto de suas casas, para fortalecer o time profissional no futuro, ou então fazer parcerias para rentabilizar o clube em vendas futuras”, destaca Foguinho.

Deixe uma resposta