Neymar: quatro atos de uma passagem caótica pela seleção

0
906

Neymar chorou no banco de reservas do Mané Garrincha, em uma das suas piores passagens pela seleção brasileira. Desde que se apresentou na Granja Comary para o início dos treinos para a Copa América até a ruptura do ligamento no tornozelo direito no primeiro tempo do amistoso contra o Qatar, foram quatro pancadas. Na quarta, veio o nocaute.

Perda da faixa

Neymar chegou a Teresópolis  no dia 25. O técnico Tite não perdeu tempo e procurou o atacante para terem a esperada conversa a portas fechadas sobre o episódio em que o jogador acertou um soco no rosto de um torcedor rival na final da Copa da França. O treinador então informou que havia decidido retirar a faixa de capitão e dá-la para Daniel Alves. O camisa 10 acatou a decisão de Tite sem reclamar.

Neymar treina com a Seleção Brasileira na Granja Comary Foto: RICARDO MORAES / REUTERS

Dores no joelho

Três dias depois, no dia 28, Neymar acusou dores no joelho esquerdo durante um treino após uma finalização. No mesmo dia, foi submetido a um exame em Teresópolis, que não detectou lesão grave. Mas, por causa do incômodo, deixou a atividade mais cedo e desfalcou os trabalhos com bola de Tiite até o dia 31, quando se recuperou.

Neymar treina na academia enquanto que jogadores estão no campo Foto: Lucas Figueiredo/cbf.com.br

Visita da Polícia

No mesmo dia Najila Trindade deu entrada na delegacia em São Paulo acusando o jogador de estupro. No dia 1º, a notícia vazou e Neymar reagiu gravando um vídeo que terminava com a reprodução de conversas com a mulher, incluindo fotos íntimas que havia recebido. No dia 2, a Delegacia de Repressão a Crimes de Informática esteve em Teresópolis para intimá-lo a depor. Não encontrou o jogador e voltou no dia seguinte. Neymar então assinou o documento levado pelos policiais à Granja Comary.

 

Agentes da Polícia entregaram intimação a Neymar na Granja Comary, onde atacante treina com a seleção brasileira Foto: Bruno Marinho

Corte

Neymar entrou em campo dois dias depois para jogar pela seleção brasileira e não teve sorte: aos 17 minutos do primeiro tempo, sofreu lesão no tornozelo direito. O atacante deixou o campo chorando. Cerca de quatro horas, recebeu a notícia de que estava cortado da seleção brasileira.

Chorando, Neymar saiu do amistoso contra o Qatar Foto: UESLEI MARCELINO / REUTERS

Fonte: https://oglobo.globo.com/esportes/neymar-quatro-atos-de-uma-passagem-caotica-pela-selecao-23720907?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_campaign=O%20Globo

Deixe uma resposta