Hemovida precisa de sangue O positivo com urgência e irá abrir neste sábado

0
503

O banco de sangue Hemovida, do Hospital Beneficência Portuguesa de Bauru, está precisando com urgência de doações do tipo O positivo para repor seus estoques. Os demais tipos de sangue também são bem-vindos, destaca a médica hematologista Claudia Assato, coordenadora da instituição. “Neste momento, nosso foco é principalmente o sangue tipo O positivo, cujo estoque está crítico. Porém, todas as pessoas aptas a doar podem nos procurar, que será de grande ajuda”, frisa.
Para facilitar o atendimento aos doadores, o Hemovida irá ampliar seu horário de atendimento, abrindo excepcionalmente neste sábado, dia 12, das 8h às 12h. “Geralmente, ficamos abertos no terceiro sábado do mês. Mas, decidimos abrir neste também. Então, serão dois sábados de funcionamento em fevereiro para receber os doadores”, explica a médica.
“O Hemovida atende seis Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), cinco Prontos Atendimentos, três maternidades, além das enfermarias. A demanda é grande e todos os grupos sanguíneos são necessários”, destaca.
Se você está em boas condições de saúde e cumpre todos os requisitos para doação, procure o banco de sangue. Sua colaboração é fundamental!
O Hemovida fica no Hospital Beneficência Portuguesa de Bauru, com entrada pela rua Gustavo Maciel, quadra 15.
Se preferir, é possível agendar horário para fazer a doação. Basta ligar para 3223-6933 ou 3208-4561. Ou entrar em contato pelo Whatsapp (14) 99770- 5078.
Todos os protocolos de segurança contra a Covid-19 estão sendo seguidos. Fique tranquilo e venha de máscara.
Horário : 7h às 12h ou das 13h30 às 16h
Com estacionamento próprio!
Quem pode doar?
Pessoas que estejam com boa saúde e idade entre 16 até 69 anos
Pesar acima de 50kg e dormir bem na noite anterior à doação (6 horas no mínimo)
Ficar pelo menos 12 horas antes da doação sem ingerir bebida alcoólica
Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação)
Não apresentar nenhum sintoma de gripe, febre amarela, dengue, zika, sarampo e chikungunya, nos últimos 30 dias.

Deixe uma resposta