Fase 1 é implantada e hospital de campanha no PS tem 12 leitos Covid

0
79
Inauguração do PAC Posto Avançado Covid-19 Caption / Foto: Aceituno Jr

São quatro Unidades de Pacientes Graves ativadas no Pronto-Socorro e oito no Posto Avançado Covid; todas têm respiradores

A Secretaria Municipal de Saúde implantou, nos últimos dias, a primeira fase do hospital de campanha organizado no Pronto-Socorro Central (PSC), que funciona de forma integrada com o Posto Avançado Covid-19 (PAC). Com a abertura desta ala, a capacidade de atendimento para a doença foi ampliada para 12 leitos de Unidades de Pacientes Graves (UPGs). Nesta primeira etapa, quatro respiradores – dos 30 enviados pelo Estado e governo federal – foram instalados e ativados no PS Central. Inaugurado em abril, o PAC já contava com outros oito leitos, também com respiradores.

Nesta quarta (29), cinco pacientes estavam internados no local, mas, na enfermaria, sem uso dos respiradores.

Conforme o JC noticiou, outras duas fases de ampliação estão previstas no hospital de campanha para que os equipamentos restantes entrem em atividade, mas isso ocorrerá de forma gradual, conforme a demanda e ocupação.

Na fase 2, uma segunda ala terá mais cinco leitos. E, na fase 3, mais 11 leitos. Há, ainda, no PAC, outros dois respiradores que também podem ser ativados.

Como essas novas alas de Covid dependem da transferência de serviços já ofertados pelo PSC, a abertura ocorrerá quando houver apenas uma vaga disponível e mais pacientes precisando de assistência.

“É um plano racional de ampliação e que visa impactar o mínimo no atendimento que é prestado pelo PS também para outras doenças”, explica o diretor do Departamento de Urgência e UPAs, Paulo Pepulim Bastos.

Por enquanto, apenas a odontologia do PSC foi transferida. Estão na lista de transição ainda o setor de psiquiatria e as internações da ortopedia. Contudo, ainda não há datas para a migração.

FLUXO DE PACIENTES

Pepulim explica que a porta de entrada para os pacientes da Covid-19, em Bauru, são as UPAs e o próprio PSC. Após triagem inicial nessas unidades, é que a transferência é feita para as alas do novo hospital de campanha. Lá, o paciente passa por exames, como tomografia. Se constatada a necessidade de internação, a transferência é solicitada (confira, no quadro, as unidades de atendimento de coronavírus em Bauru e suas especificidades).

“Todos os pacientes que precisam de internação são inseridos na Cross [Central de Regulação de Vagas do Estado], mas pode acontecer de o paciente ir direto de uma UPA para o Estadual, se houver vaga, e se a equipe do PAC estiver atendendo intercorrência”, explica.

DIFERENÇA DE UTI E UPG

Diferentemente das Unidades de Terapia Intensivas (UTIs), os leitos de UPG não necessitam de habilitação pelo Ministério da Saúde, mas também possuem respiradores e monitores. O hospital de campanha no PSC/PAC, contudo, é considerado unidade de passagem.

“O HE é o ‘pulmão’ para nossa rede de saúde. Conseguimos dar todo suporte inicial aos pacientes com insuficiência respiratória e garantir a assistência, mas é preciso dar continuidade ao tratamento”, ressalta Pepulim, explicando que pacientes graves da Covid-19, geralmente, precisam também de avaliação médica de outras especialidades, que o local não conta ainda.

Hospitais Públicos para Covid-19 / Foto: JuRehder

Deixe uma resposta