Exposição Mulher e Arte tem início nesta quinta-feira na Galeria Municipal

0
785

Tem início nesta quinta-feira (08), e vai até o dia 19 de abril, a 29ª EXMARTE – Exposição Mulher e Arte, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. A mostra ocorre na Galeria Municipal Angelina W. Messemberg, localizada no Centro Cultural (Avenida Nações Unidas, 8-9).

Com o tema “Entre linhas e cores”, a exposição tem a Curadoria de Janira Fainer Bastos e Direção de Montagem de Paulo Barreto. Para Janira Fainer Bastos, desde a Grécia Antiga, as artes plásticas marcam as fases de nossa concepção da figura humana como um meio de expressão poética, e a pintura, mais do que qualquer uma delas, conserva muitos elementos do estilo clássico ao tirar partido da luz, ao retratar o mundo em que vivemos. Esse naturalismo incondicional é algo muito presente na arte atual. Regina Moscheto é um bom exemplo dessa afirmação. Contemporânea sim, mas figurativa por instinto.

Sua produção artística mais recente foi escolhida para marcar o dia internacional da mulher. Os quadros transmitem de maneira marcante um leve sensualismo com suas mulheres e animais exóticos. Ela usa o espaço/tempo modulando a composição em um espaço plano somente com cores, remetendo o espectador ao enunciado pictórico de Mondrian.

A pintura de Regina alimenta-se de música e poesia. Pensei no velho Cicero Dias ao visitar seu ateliê. Parecidos? Nem um pouco, porém a origem da pintura de ambos é comum. Eles são autodidatas e intuitivos pintando por conta e risco.

Nas telas aqui expostas essa harmonia é obtida graças às partes desiguais de cores complementares, dando um perfeito registro de suas sensações. Sem experimentar novas formulas, pois não se deixa encantar por novidades, vai narrando o universo que conhece e ama. Suas imagens são filhas do romantismo inseridas no mundo atual: é a memória visual de um ambiente sensível e delicado impregnado de sentimento amoroso em cores e linhas suaves, um canto de paz.

Seu objetivo parece-me ser o mesmo dos impressionistas, embora suas emoções mais autênticas sejam causadas pela quietude. O que a pintora transmite é uma realidade ilustrada, uma versão lírica do seu mundo. O nosso olhar flutua em devaneios sobre as telas com um foco difuso e colorido!

O que foi dito em relação a pintura, poderia ser repetido quanto aos poemas, pois todas as artes mantêm uma amistosa ligação entre si, não sendo mais do que variadas expressões de um poder interior, modificado por circunstâncias diferentes.
Fonte: https://m.jcnet.com.br/Cultura/2018/03/exposicao-mulher-e-arte-tem-inicio-nesta-quintafeira-na-galeria-municipal.html?utm_source=Whatsapp&utm_medium=referral&utm_campaign=Share-Whatsapp

Deixe uma resposta