Desemprego sobe para 12,9% em maio com queda recorde na população ocupada

0
78

É o mais baixo nível da ocupação desde o início da pesquisa, em 2012; movimento jogou para fora 7,8 milhões de pessoas, das quais 5,8 milhões eram informais

No trimestre terminado em maio, a taxa de desemprego subiu para 12,9% ante os 11,6% registrados no trimestre móvel até fevereiro, levando o contingente de desempregados a 12,7 milhões, um aumento de mais 368 mil pessoas, informou o IBGE nesta terça-feira, 30.

Esse movimento jogou para fora da população ocupada 7,8 milhões de pessoas, uma queda de 8,3% no montante de ativos. Desses, 5,8 milhões eram informais, ou seja, trabalhadores sem carteira assinada ou registro de pessoa jurídica (CNPJ).

De abril a maio, o número de empregados no setor privado sem carteira assinada também caiu, com a saída de 2,4 milhões de pessoas do mercado, o que representa um recuo de 20,8% na força de trabalho do segmento.

Já os trabalhadores por conta própria diminuíram em 8,4%, ou seja, 2,1 milhões de pessoas. Com isso, a taxa de informalidade caiu de 40,6% para 37,6%, a menor desde 2016, quando o indicador passou a ser produzido, diz o IBGE. A queda numérica no número de informais não é um bom sinal, destaca o instituto:

“Significa que essas pessoas estão perdendo ocupação e não estão se inserindo em outro emprego. Estão ficando fora da força de trabalho”, explica a analista da pesquisa, Adriana Beringuy, em material de divulgação.

Fonte: https://exame.com/economia/taxa-de-desemprego-ibge-maio

Deixe uma resposta