Bauru tem menor temperatura do ano

0
1358

A baixa nas temperaturas característica do inverno chegou tarde, mas, segundo o Centro de Meteorologia de Bauru (IPMet), não permanecerá por muito tempo na cidade. Depois de fazer alguns casacos saírem do armário na manhã de terça-feira (10), o frio se intensificou nesta quarta-feira (11). Inclusive, às 7h15, os termômetros registraram 6,8 graus, a temperatura mais baixa do ano. Até então, o recorde era de 21 de maio, que registrou mínima de 7,2 graus.

Conforme o JC noticiou, diversas frentes frias passaram pelo Estado desde o início do inverno, em 21 de junho. Porém, apenas a desta semana propiciou a queda da temperatura, na região de Bauru.

Segundo dados do IPMet, também na manhã dessa quarta-feira (11), foram registrados ventos de 38,1 quilômetros por hora. “É uma velocidade considerada de moderada a alta. Esses ventos gelados também podem aumentar a percepção do frio”, comenta o meteorologista Fernando Almeida Tavares, do IPMet.

No entanto, ele diz que a “friaca” está com os dias contados. “Apenas mais amanhã (hoje), no início da manhã e na sexta-feira as temperaturas estarão abaixo dos 10 graus. A partir do sábado, com mínima de 13 graus, a tendência é de que as temperaturas comecem a se elevar”, afirma. A previsão para hoje é de mínima de 8 graus e máxima de 23.

Já quanto ao fim da estiagem que vem se arrastando desde o dia 13 de junho, ainda não há tal previsão. “Pelos próximos sete a 10 dias, sem sinal de chuvas”, conclui.

PARA AQUECER

Mesmo com o vento gelado e a temperatura baixa, o casal de estudantes Julia Borges e Patrick Rodrigues, ambos de 20 anos, não deixaram de cumprir com a rotina. Os dois se aliaram aos casacos e foram para a avenida Getúlio Vargas no final da tarde de ontem. “A gente tem que se movimentar. Correndo até esquenta. O negócio é sair debaixo do cobertor”, afirma o jovem. “Agora já está esfriando mais. Quando chegar em casa, a gente volta para o cobertor”, completa a namorada.

Outro que não deixou os exercícios físicos de lado foi César Morales, de 32 anos, que caminhava pela mesma avenida com mais um item para se esquivar do frio: o capuz. “Vou escutando uma música para ajudar. Com frio ou sem frio, sempre estou por aqui”, afirma o rapaz.

Admirados pela coragem de quem enfrentava o frio caminhando ou jogando vôlei na avenida, o casal Guilherme dos Santos Silva e Vanessa Rodrigues Freire, os dois com 24 anos, resolveu ir embora mais cedo. “Estávamos vendo uma partida de vôlei, mas o frio apertou e estamos indo embora”, confessa Vanessa. Não sem antes passar por mais um desafio gelado. “Como andamos de moto, esse frio é ainda mais intenso”, comenta Guilherme. Para os dois, a melhor opção, além das jaquetas, é o calor humano. “Eu vou abraçadinha nele e saio na vantagem”, conclui Vanessa.

Malavolta Jr.
Além de proporcionar um belo espetáculo no céu, o sol que deu as caras nessa quarta-feira (11) e amenizou um pouquinho o dia mais frio de 2018

Fonte: https://www.jcnet.com.br/Geral/2018/07/bauru-tem-menor-temperatura-do-ano.html

Deixe uma resposta