Bauru tem dia mais quente do ano e pode ter novo recorde hoje

0
859
Dia mais quente do ano em Bauru. 24/09/2018 Ana Beatriz Rosa Flores e Beatriz Leite Ferreira

As medições do Centro de Meteorologia de Bauru (IPMet) confirmaram o que os bauruenses sentiram na pele nessa segunda-feira (24). O dia 24 de setembro foi o mais quente de todo o ano, com registro de 35,8 graus. E, para desespero de quem vai precisar sair na rua hoje, há a possibilidade de um novo recorde ser batido, já que as condições do tempo permanecerão as mesmas devido à atuação de um sistema de alta pressão.

A chuva só deve vir trazer algum alívio a partir dessa quarta-feira (26) à noite, com a chegada de uma frente fria. Em matéria publicada no último sábado, o JC já havia antecipado que a primavera, iniciada naquela data, seria marcada por mais dias quentes em comparação com o ano passado na região de Bauru.

Na ocasião, a climatologista do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTec) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Renata Tedeschi, explicou que o maior número de dias com calor intenso era previsto em razão do aquecimento global e da ação do El Niño.

O fenômeno – que, na primavera anterior, não se manifestou – eleva as temperaturas da região do Oceano Pacífico equatorial. “O aquecimento global também é responsável pela elevação da média da temperatura máxima ano a ano”, acrescenta a climatologista.

Nessa segunda-feira (24), em Bauru, o recorde de temperatura de 2018 foi registrado às 16h10, justamente quando as amigas Ana Beatriz Rosa Flores, 18 anos, e Beatriz Leite Ferreira, 17 anos, jogavam vôlei na quadra de areia da avenida Getúlio Vargas. Uma hora antes, às 15h10, a umidade relativa do ar havia chegado a 19%, índice considerado de alerta.

As duas amigas, que integram um time de vôlei e preferem o tempo mais frio, sentiram a combinação extrema castigar o organismo. “O calor faz a gente suar muito. A gente fica ofegante, com a boca seca e parece que a água não mata a sede”, observa Ana.

PREVISÃO DE CHUVA

Beatriz conta que, sem saberem que faria tanto calor, elas haviam marcado o jogo na semana passada, quando o tempo estava chuvoso. “O calor atrapalhou um pouco a partida. Além de cansar mais, ainda dá preguiça de sair de casa”, revela. Para amenizar as altas temperaturas, Ana apelou para um sorvete e Beatriz tomou banho gelado em casa, antes de ir para a Getúlio.

Para se ter uma ideia, a temperatura mais elevada de 2018, até ontem, havia sido registrada somente em janeiro, quando os termômetros chegaram a 35,1 graus. O calorão, porém, dará uma trégua já nesta semana, segundo o meteorologista do IPMet, José Carlos Figueiredo.

Com a chegada da frente fria, após a chuva prevista para amanhã à noite, a quinta e a sexta-feira deverão ser nubladas e com tempo instável, fazendo os índices de umidade relativa do ar voltarem a subir. “As chuvas mais significativas, acompanhadas de trovoadas, ocorrerão nestes dois dias, mas principalmente na sexta”, completa.

Fonte: https://www.jcnet.com.br/Geral/2018/09/bauru-tem-dia-mais-quente-do-ano-e-pode-ter-novo-recorde-hoje.html

Deixe uma resposta