Bauru tem 1.º trimestre mais seco em 7 anos e captação do Batalha reduz

0
109

Alerta foi aceso no DAE, que já iniciou manobras na rede para minimizar efeitos na lagoa de captação, que está em 2,60m

Bauru começou 2021 com o primeiro trimestre mais seco dos últimos sete anos (veja mais no quadro), perdendo apenas para o mesmo período em 2014, quando a cidade viveu sua pior crise hídrica. Sem chuvas suficientes, a lagoa de captação do Rio Batalha estava com 2,60 metros nesta segunda-feira (5), 60 centímetros abaixo do ideal, que é de 3,20 metros. A situação já acendeu alerta no DAE que, de forma emergencial, iniciou uma manobra na rede, na última sexta-feira (2), reduzindo em até 15% o volume de captação da lagoa para tentar frear a queda e o desabastecimento. E se São Pedro não ajudar, o DAE não descarta que a cidade possa enfrentar novo rodízio ainda no outono.

Para se ter ideia, o nível da lagoa de captação caiu 18 centímetros de sexta (2), quando o indicador marcava 2,78m, para esta segunda (5), ocasião em que o nível estava em 2,60m. Com a redução da captação, regiões altas de alguns bairros registraram falta de água pela falta de pressão na rede, como é o caso do Jardim Terra Branca, Jardim Solange, Jardim Ferraz, Vila Ipiranga e Jardim Gaivota. E não há previsão para normalizar de vez a distribuição.

Em anos anteriores, este tipo de procedimento ocorreria somente após maio, mês em que os efeitos da estiagem costumam ser mais severos.

E se a previsão do Centro de Meteorologia de Bauru (IPMet), sobre a falta de chuvas significativas, se concretizar para os próximos dias (leia mais ao lado), Bauru pode voltar a viver rodízio na região atendida pelo Rio Batalha (que responde por 40% da cidade) nas próximas semanas.

FUTURO RODÍZIO?

Presidente do DAE, Flávia Souza considera que o rodízio, contudo, só ocorrerá se o nível da lagoa de captação do Batalha chegar a 2,20 metros.

“Se continuássemos a captação normal com a mesma vazão e sem as manobras, em uma semana poderíamos quase secar o rio”, explica Flávia.

Ela conta que autarquia tinha expectativa de que a queda brusca do nível da lagoa ocorresse somente entre setembro e outubro deste ano, fim da estiagem. “Até lá, nós teríamos tudo em mãos, pois temos trabalhado incansavelmente para aumentar a produção por meio de poços”, comenta.

“O nível não era para baixar tanto agora, é que a precipitação foi insuficiente. Tivemos chuvas torrenciais e pontuais, que não serviram para manter o nível em 3,20m. Se realmente continuarmos com escassez de chuvas, e não conseguirmos aumentar o volume da lagoa, não teremos outras formas que sejam tão rápidas para resolver o problema quanto à manobra da rede e os caminhões-pipa”, acrescenta Flávia.

Além disso, ela acredita que o fechamento comercial também possa ter contribuído para a situação.

“O calor está maior. Com todo o comércio fechado, as pessoas ficam mais em casa e usam mais água, lavam roupa, quintal…”, observa ela, alertando para o uso consciente e reservação.

EM 2020

No ano passado, quando Bauru também viveu desabastecimento, o DAE emitiu comunicado, em março, solicitando o uso consciente da água e alertando para possível escassez, mas as manobras na rede tiveram início apenas em maio.

Neste ano, os números do 1.º trimestre assustam, já que perdem apenas para 2014, ano em que a cidade viveu sua pior crise hídrica, com racionamento.

O tempo seco, inclusive, já aumentou até mesmo o acionamento do Corpo de Bombeiros em razão de queimadas, segundo o JC apurou.

OBRAS

A fim de minimizar a falta de água em Bauru, o DAE projeta o término, ainda em abril, da rede do Poço Santa Cândida e a volta da produção do Poço Parque Real, além de um armazenamento maior no reservatório da Vila Alto Paraiso que esta em fase final de testes e possui a capacidade de armazenamento de 3,5 milhões de litros.

SERVIÇO

Para solicitar caminhões-pipa: 0800-7710195 (apenas para telefone fixo), ou (14) 3235-6140 (para celulares).

Fonte: https://www.jcnet.com.br/noticias/geral/2021/04/755039-bauru-tem-1—-trimestre-mais-seco-em-7-anos-e-captacao-do-batalha-reduz.html#.YGw7WwCn-uw.whatsapp

Deixe uma resposta