Affonso Aiello: duplicação terá início

0
228
Trecho da avenida Affonso José Aiello, na altura do Villaggio 1, que começará a ser duplicado ainda no mês de outubro / Foto: Tainá Vétere

Alargamento da avenida na altura do Villaggio 1 começará no próximo dia 20 e deve ficar pronto até o início de 2020

Necessária para dar fim ao estrangulamento do trânsito na avenida Affonso José Aiello, Zona Sul de Bauru, a duplicação da via em um novo trecho começará no próximo dia 20. O anúncio foi feito pelo prefeito Clodoaldo Gazzetta e a obra será custeada pela Prata Construtora e Franzolin Engenharia.

A duplicação é uma reivindicação antiga dos moradores e trabalhadores que trafegam por aquela região da cidade, que ganhou, ao longo da última década, número significativo de empreendimentos residenciais.

O primeiro trecho, que começa a ser executado dentro de uma semana, fica na altura do Residencial Villaggio 1 (confira o planejamento viário completo no quadro abaixo). De acordo com o prefeito, não serão necessários desvios durante a obra e os veículos continuarão trafegando normalmente pela pista já existente.

O alargamento, que contará com duas faixas adicionais e canteiro central, será custeado pela Prata Construtora e Franzolin Engenharia, como contrapartida pelos empreendimentos que ambas construíram naquela região. “Havia essa demanda para o sistema viário daquela região. Então, nós nos esforçamos, juntamente com a Prata, e conseguimos contribuir com a prefeitura com essa contrapartida. Acreditamos que isso será muito interessante para o desenvolvimento daquela região”, destaca Luiz Franzolin, proprietário da Franzolin Engenharia.

“Este trecho fará a conexão entre a duplicação da Affonso José Aiello que já existe até o Residencial Ilha de Capri e a duplicação depois do Villaggio 1”, complementa Gazzetta.

Titular da Secretaria Municipal de Planejamento (Seplan), Letícia Kirchner explica que a duplicação foi possível a partir da doação de parte da área de uma chácara localizada em frente ao Villaggio 1. “Com isso, teremos condições de contar com duas faixas de rolamento em cada sentido de direção”, pontua.

RESTANTE DA OBRA

A expectativa é de que a obra fique pronta no início de 2020. Já o trecho entre a avenida Getúlio Vargas e o Residencial Ilha de Capri depende do financiamento de R$ 46,6 milhões, pleiteado pela prefeitura junto ao Banco do Brasil e ainda a ser submetido à aprovação da Câmara Municipal.

A estimativa é de que o alargamento neste pedaço da Affonso José Aiello, de aproximadamente 1,5 quilômetro, custe R$ 1 milhão. “O projeto também prevê que haja duas faixas em cada sentido, com a construção da nova pista ao lado de onde existem estabelecimentos comerciais. Há um recuo que pertence ao município e vinha sendo utilizado por alguns destes comércios como estacionamento”, detalha Letícia.

Como as faixas de rolamento serão mais estreitas, serão utilizados tachões para dividir os sentidos da via, a exemplo do que ocorre na avenida Duque de Caxias. Segundo Gazzetta, em um cenário considerado ideal, se o financiamento for aprovado ainda neste mês, esta segunda frente de duplicação da avenida poderá ter início entre dezembro de 2019 e início do próximo ano.

Fonte: JC NET

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here